Ministério de Música e Artes: Aos moldes de Maria e José

altA paz de Jesus, meus irmãos!

Depois de sua partida, um anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e disse: Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito; fica lá até que eu te avise, porque Herodes vai procurar o menino para o matar. José levantou-se durante a noite, tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egito. (Mt 2, 13-14)

Logo depois que os Reis Magos vieram adorar o menino Deus, José recebe essa ordem que realmente era a última coisa que ele podia esperar. "Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito". Depois da grande dificuldade que ele teve para preparar um lugar para o Natal de Jesus, logo depois de Maria dar à luz, tudo ainda muito novo. Com certeza, já estava preparando a volta para Nazaré, ele é surpreendido com essa ordem e precisa ser rápido, precisa ser urgente, porque Herodes quer matar o menino Jesus.

Herodes quer matar Jesus. Sem Jesus, Herodes não "perderá" seu reinado. Matando o menino, não haverá mais ameaças. Matar o Messias garante a permanência do mal e seu crescimento. José quando sai com a Sagrada Família para o Egito, não foge como um criminoso, até porque não fez nada de errado, não cometeu crime algum para ser um fugitivo. Ele sai às pressas como um protetor do Cristo e sua Mãe. A obediência de José à voz do anjo do Senhor, fez com que ele salvasse àquele que iria salvar o seu povo do pecado (Mt 1, 21).

Irmãos, o Herodes de hoje é a maldade desse mundo presente que quer a todo custo acabar com o cristianismo, com os princípios cristãos. E não nos iludamos. Isso está acontecendo a passos largos. O mundo não quer mais Cristo na humanidade. Jesus e seus seguidores são uma ameaça para a modernidade. E acreditem, a ordem já foi dada por Herodes: "vasculhem a cidade, entrem em todas as casas e matem o Messias ou qualquer um que pareça com ele".

Hoje, está acontecendo um grande massacre aos cristãos, com os jihadistas no Iraque, muitos cristãos passando pelo martírio, derramando seus sangues por se declararem cristãos. E existem tantos outros lugares no mundo em que os cristãos não têm a liberdade para viver a fé. Até aqui no Brasil, conhecemos a história de Dom Azcona, bispo da Prelazia de Marajó, que segue sendo perseguido por pregar a justiça e o amor, por pregar o Evangelho. Esses são exemplos de ataques contra os cristãos.

Mas, o que temos visto hoje não são apenas esses ataques extremos. É uma investida que parece ser sutil, mas tem sido fatal para tantos... Dentro de nossas escolas, o que estão tentando implantar em nossos ensinos são conteúdos totalmente anticristãos. Os humoristas de hoje, principalmente em vídeos do YouTube, fazem questão de ridicularizar e blasfemar contra os cristãos. Os programas da televisão tem pregado sempre a liberalidade, onde cada um tem direito de fazer o que quer com sua vida, não importando mais os valores morais. As novelas brasileiras só pregam o adultério, o egoísmo, a vingança, o erotismo, violência, amor ao dinheiro e a libertinagem e o homossexualismo sendo difundido agora com mais força do que nunca.

Nisso, a família que teria que ser a força para suportar tudo isso, é quem tem sido mais abalada. O número de divórcios só cresce e também o controle de natalidade com o uso de anticoncepcionais, porque estão nos educando para não ter tantos filhos, sendo que os filhos são sinais de benção, não de despesas e preocupações. As pessoas estão cada vez mais desesperadas atrás de dinheiro, de uma falsa felicidade. Os adolescentes, jovens e muitos adultos se perdem nas redes sociais, se expondo e se viciando numa realidade em que reina a vaidade. Na família, onde se deveria ensinar e manter os costumes cristãos, é exatamente nela que tudo está sendo destruído. Estão conseguindo cortar a linha de fé que existia tão claramente em nossas famílias. As crianças já não sabem rezar, por que não apresentaram pra elas o "Papai do céu", não ensinaram a juntar as mãozinhas para rezar o Pai nosso. Não conhecem Jesus, não sabem o que significa a Sexta-feira Santa, Corpus Christi, Páscoa... Parece ser desesperador, mas, pra quem tem Jesus, tem Esperança.

José levantou-se durante a noite

O que me chama atenção nesse trecho é que JOSÉ SE LEVANTA À NOITE. Sabemos que a noite é a ausência da luz, a ausência do sol, é o simbolismo das trevas, onde não se enxerga quase nada. O que tentei relatar acima é um pouco dessa escuridão que cobre nossa humanidade. É exatamente a ausência da Luz, a ausência do Cristo.

Mas José se levanta nessa noite escura. Irmãos, é preciso hoje que se levantem homens e mulheres de fé em meio essa noite escura. Olhar para a destruição e lamentar, não ajuda em nada. Levantar-se na noite é um ato de coragem de quem realmente sabe que não pode ficar dormindo. Como diz em Efésios 5, 14, "Desperta tu que dormes"; Artistas da Renovação Carismática Católica, DESPERTEM! As trevas estão tomando conta da nossa casa, nossa família, da nossa juventude. Levantemos depressa, levantemos nessa noite escura. "Levanta-te, sê radiosa, eis a tua luz!” (Is 60, 1) O tempo é de ousadia, de coragem, não de lamentações e murmurações. É tempo de ascender em nós o fogo do amor que vem do Espírito. Se foi pela arte que Deus te chamou para ser luz, então seja. Não feche os olhos mais para essa realidade que está a sua frente. Há alguns meses, meditamos sobre o martírio de João Batista, que foi morto, decapitado por pregar a verdade. Que nossa arte seja proclamada sem medo como João Batista, que preguemos o Evangelho da verdade, com coragem como São José que se levantou na noite escura.

Levantem-se em vossas casas! Não permitam mais que o mal entre em seu lar pela tela de uma televisão. Se você puder, não admita mais que em sua casa se assista novelas ou coisas do tipo que só denigrem o ser humano. Pelo contrário, convoque sua família para a oração. Uma família unida na oração, não se abalará. Se você é casado, procure saber o que a Igreja nos ensina a respeito de preservativos e anticoncepcionais. Fernando Gomes, coordenador nacional do Ministério Jovem, tem um material maravilhoso a respeito da Teologia do Corpo, que também pode te ensinar tantas coisas sobre esse assunto. Você casou para ser santo! Busque a santidade a todo custo em seu matrimônio. Levantem-se, não aceitem que se imponham costumes profanos e mundanos em vossas festas. Não entregue os pontos para aqueles da sua casa que ainda não conhecem a Jesus. Não desista deles, seja amor, sempre amor para quem está longe da Luz. O Amor faz milagres. Creia!

Se você achar qualquer um desses poucos exemplos, muito pesado ou radical demais, é porque talvez não tenha pensado nos cristãos mortos no Iraque, que não negaram a sua fé. Se formos capazes de negar a nossa fé por coisas que passam, quem dirá se nos ameaçarem de morte!

"Que os vossos mortos revivam! Que seus cadáveres ressuscitem! Que despertem e cantem aqueles que jazem sepultos, porque vosso orvalho é um orvalho de luz e a terra restituirá o dia às sombras" (Is 26,19).

“Tomou o menino e sua mãe e partiu para o Egito”. (Mt 2, 14)

José se levantou à noite, mas, tomou com ele Jesus, a luz do mundo (Jo 8, 12), e Maria, a Estrela da Evangelização. Jesus é a luz que dissipa toda a treva. Com Jesus se tem coragem de enfrentar a noite. Jesus é a esperança que nunca morre. Herodes quis matá-lo, mas José manteve o menino Jesus vivo.

Maria, em todo tempo, silenciosa, mas encorajadora. Com certeza José olhava para Ela, e seguia com coragem. Ela era a cheia de graça, a Mãe do filho de Deus, o Espírito que repousava sobre Maria, impulsionava a Sagrada Família fugir das garras de Herodes.

Irmãos, neste dia 22 de agosto de 2014, peçamos à Sagrada Família que nos ajude a mantermos Cristo vivo em nossas casas e em nosso convívio. Que não tenhamos medo das trevas, que se levantam contra nós. Mas, que com Cristo que é a luz, possamos combater, denunciar e destruir toda maldade que se levanta contra nós cristãos. Que possamos nos converter de todo o relativismo. Que a exemplo de Dom Azcona e dos cristãos martirizados no Iraque, tenhamos coragem de assumirmos a nossa fé e não negá-la!

Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, eu clamo a vós, por todas as famílias desses nossos irmãos que leem essa carta. Peço que a Senhora os encorajem a viver de verdade a fé que proclamam. Que nada possa ser mais forte que a luz de Cristo em suas casas. Mãe, eu clamo pelas famílias que estão sendo destruídas, pela falta de amor e de fé. Peço que, pela vossa misericórdia, entre na casa de cada artista da RCC e introduza o menino Jesus que é o Sol da alegria, da paz e do amor. Tu que és a Mãe da fé, ensina a todos, que a vitória que vence o mundo é a nossa fé (I Jo 5,4). Conto com vossa intercessão e também com a do Glorioso São José, que soube proteger a sagrada família, creio que defenderá a nossa também. Amém.

Se citei tão pouco a arte nessa carta é porque, mais importante do que nossa música, dança e teatro, é a nossa santidade.

Temos um encontro marcado: Congresso Nacional de Músicos e Artistas Adoradores. Dias 14, 15 e 16 de novembro, na Canção Nova, em Cachoeira Paulista/SP. Organize sua caravana!

Um grande abraço desse pobre pecador,

Juninho Cassimiro

Coordenador Nacional do Ministério de Música e Artes

Renovação Carismática Católica do Brasil

- Faça o download da carta

O Ministério de Música e artes disponibiliza a carta para download. Baixe aqui.

 


Todas as notícias Formação

RCCShop