O santo devoto a Nossa Senhora

alt

Queridos irmãos e Irmãs, a Paz de Jesus. Estamos em um ano de Graça, ano jubilar da Renovação Carismática Católica, 50 anos do nosso Movimento no mundo; ano mariano no Brasil, por ocasião dos 300 anos da aparição da Virgem Aparecida e pelo centenário da Nossa Senhora de Fátima. Neste contexto, vamos olhar para a pessoa de São João Paulo II, um homem que por graça de Deus conduziu a Igreja de Jesus Cristo, “estando na cadeira de São Pedro” por mais de 25 anos, tendo uma grande devoção a Virgem Santíssima, hoje sendo proclamado Santo Pela Igreja Católica.

Não exige muitos esforços de nossa parte para perceber o quão São João Paulo II era devoto de Nossa Senhora. Tendo ele sofrido um atentado, na Praça de São Pedro, no dia 13 de maio de 1981, ainda no hospital, já se recuperando, fala do desejo de uma visita ao Santuário de Fátima em Portugal. Ele visitou o Santuário por três vezes, sendo que a primeira visita foi e maio de 1982, um ano após o atentado, para agradecer a Nossa Senhora pelos cuidados a ele concedidos.

Em uma das suas visitas ao Brasil ele disse: “A devoção a Maria é fonte de vida cristã profunda, é fonte de compromisso com Deus e com os irmãos. Permanecei na escola de Maria, escuta a sua voz, segui os seus exemplos. Como ouvimos no Evangelho, ela nos orienta para Jesus: “Fazei o que ele vos disser” (Jo 2,5). E, como outrora em Caná da Galiléia, encaminha ao Filho as dificuldades dos homens, obtendo d’Ele as graças desejadas”

Nós que tivemos a oportunidade de acompanhar o Pontificado de São João Paulo II, que muito aprendemos com ele e, inclusive, ouvimos ele falar para o nosso Movimento, precisamos agir como ele agia. Ser devoto de um Santo significa, também, olhar para o mesmo e seguir os seus passos.

Nossa Senhora que colabora com Deus na obra da Salvação, dando o seu sim; ela que é fiel ao projeto de Deus; guarda tudo no seu coração; intercede junto a Jesus nas bodas de Caná e ensina aos serventes a fazer a vontade Dele; permanece fiel diante da cruz; obedece a ordem de Jesus e volta para o Cenáculo; em Pentecostes recebe mais do Espírito Santo e cuida da Igreja que se torna pública. Nós não podemos deixar a devoção a ela de lado, ao contrário, a exemplo de São João Paulo II, exercitemos a devoção a Virgem Santíssima.

Que ela interceda por um poderoso Batismo no Espírito Santo para nós.

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

 

Frederico Mastroangelo Simões Marques

Grupo de Oração Imaculado Coração de Maria

Presidente Estadual da RCCBA


Leia mais sobre