Rede Nacional de Intercessão: obstáculos que dificultam a oração

altComo posso perceber os sussurros do Senhor em meu interior, se ele está cheio de obstáculos? Por que não ouço o Espírito Santo em meu interior? Por que não O sinto? Não O percebo nas diferentes situações? Não consigo discernir Sua vontade? Não reconheço Suas inspirações ou Suas moções?

Quando nos vemos nessas situações, nosso ministério fica comprometido, então é preciso buscar auxílio e grande ajuda será o de sabermos onde está a nossa fraqueza, o nosso erro, as nossas falhas e até mesmo onde estamos pecando.

O homem, ao ser criado por Deus, possuía harmonia e equilíbrio em seu conjunto corpo, alma e espírito, mas pelo pecado original houve um desiquilíbrio por onde entraram o sofrimento, a dor, a doença e a morte.                                                                                                                                                                  

Tanto no corpo como na alma, somos acometidos por tentações perigosas que nos levam a cair vertiginosamente no pecado do egoísmo, da vaidade, do orgulho, da sensualidade, da imaginação desvairada, da falta de perdão, da gula, do comodismo, etc.

É por essa razão que, algumas vezes quando estamos orando nos sentimos sufocados, forçamos “uma barra” para conseguir orar; outras vezes nem conseguimos terminar a oração. Os céus parecem fechados, de bronze. Estes sinais são sintomas espirituais de que existem realmente barreiras que impedem que a oração flua. Então, precisamos descobrir porque a oração não está fluindo.

Um grande obstáculo à oração é a decisão de não perdoar a quem nos causou algum mal. Quando nos recusamos a perdoar, uma raiz de amargura cresce em nosso coração que abafa nossas orações. Como podemos esperar que Deus vai nos responder se cultivamos ódio e amargura para com as outras pessoas e não estamos dispostos a perdoá-las?

Esse princípio foi ilustrado muito bem na parábola do servo que não perdoava em Mateus 18,23-25. O princípio dessa história é que Deus já nos perdoou um grande débito (nosso pecado) e Ele quer que perdoemos nosso irmão do mesmo modo que fomos perdoados. Recusar-se a agir assim vai prejudicar as nossas orações.

Somos filhos e filhas de Deus e quando queremos falar algo com nosso Pai, naturalmente não devem existir bloqueios e nem dificuldades, a não ser que predominem em nossa alma mentiras, omissão, hipocrisia, culpa, malícia, maus pensamentos, etc.

Um pecado não confessado também pode impedir o fluir da oração: Nossa oração deve fluir com naturalidade. Qualquer sinal de impedimento não é mera coincidência. Estes tetos precisam ser quebrados para que nossa oração chegue ao céu.

Quando oramos temos sensações inexplicáveis, e a maior delas é a certeza de que o Pai está ali pertinho nos ouvindo e respondendo. Porém, se você não sente prazer na oração, se não consegue interceder, na verdade pode existir uma necessidade de cura, de arrependimento e por vezes, até, a necessidade de quebra de maldições: você precisa então refazer a sua amizade com Deus para que a sua oração possa fluir.

Eis a razão porque o homem em desequilíbrio precisa ser curado, restaurado, regenerado em todo o seu ser. Se a causa deste desequilíbrio foi no corpo, há necessidade de cura física; se foi na mente, há necessidade de cura interior; se foi no espírito, precisa da cura espiritual ou libertação (sacramento da reconciliação) e todos esses recursos servem para auxiliar na salvação do homem, tão almejada pelo seu Criador.

Rogamos à Nossa Senhora para que os seus momentos com Deus sejam agradáveis. Que você consiga sentir o deleite e o gozo de estar em Sua presença. Que você entenda que a oração é um dos grandes e mais lindos privilégios do cristão.

Deus te abençoe!

 

Núcleo Nacional do Ministério de Intercessão

 

INTENÇÕES PARA ESTE MÊS

 

1.    Para que cesse a violência no Brasil e no mundo.

 

2.    Pela erradicação dos vírus causadores da Dengue, Zika e Chikungunya .

 

3.    Pela situação política, econômica e moral em nosso País.

 

4.    Pela Reunião de Oração do Grupo de Oração (pelo pregador, dirigente, músicos e demais servos e pelas pessoas que participam da Reunião de Oração).

 

5.    Pelos Grupos de Oração na Diocese, no Estado e no Brasil.

 

6.    Pelos Ministérios da RCC no Grupo de Oração, na Diocese, no Estado e no Brasil.

 

7.    Pelas necessidades espirituais e financeiras dos escritórios diocesano, estadual e nacional da RCC.

 

8.    Pelos projetos da RCC na Diocese, no Estado, no Brasil na América Latina e no Mundo.

 

9.    Pelos eventos de evangelização da RCC no Grupo de Oração, na Diocese, no Estado e no Brasil.

 

10.  Pela Reunião dos Conselhos Diocesano, Estadual e Nacional neste ano.

 

11.  Pelas coordenações do Grupo de Oração, da RCC na Diocese, no Estado e no Brasil (Coordenadora Nacional: Katia Roldi Zavaris e sua família).

 

12.  Pela Santa Igreja, pelo Santo Padre, o Papa Francisco, pelo Bispo diocesano, pelos Sacerdotes, Diáconos, Religiosos e Religiosas e pelos Seminaristas.

 

13.  Pelas casas de missão da RCCBRASIL e pelos missionários e missionárias.

 

14.  Pela construção da Sede Nacional da RCC do Brasil e pelos seus colaboradores.

 

15.  Para que todos os membros da RCC do Brasil busquem a unidade e se abram para a moção da Reconstrução.


Leia mais sobre Intercessão

RCCShop