Rede Nacional de Intercessão Agosto – Intercessão profética

altÉ comum ouvirmos as pessoas afirmarem que Deus está dirigindo tudo aqui na terra, mas esta afirmação não está totalmente correta, pois Deus não governa tudo aqui na terra, ao contrário, Ele quer precisar da nossa vontade expressa, sobretudo na oração, para agir neste mundo.

Muitas vezes passamos por dificuldades inesperadas que fogem totalmente do nosso controle onde não somos capazes de achar uma saída ou uma solução eficaz. No entanto, quando decidimos enfrentar estas dificuldades com a oração, Deus assume o controle e, a partir daí, encontramos a saída e a solução que nos pareciam completamente impossíveis; e mesmo que o resultado final não seja exatamente como havíamos imaginado, a solução encontrada a partir da oração será sempre a melhor saída.

Por isso é fundamental intercedermos junto a Deus em favor das pessoas e das situações que as envolvem, porque com a intercessão, entregamos para o Senhor a direção de tudo. Logo, precisamos pedir, clamar, suplicar... (cf. 1Tim. 2,1-4), sendo necessário que alguém se posicione em intercessão em favor das pessoas e contra as fortalezas de Satanás e do pecado para romper o domínio que estes tem neste mundo. Ver a necessidade do povo e trazê-la diante do Senhor para que ela seja transformada conforme a vontade de Deus é uma importante intenção de intercessão.

Porém, é importante nos antecipar na intercessão pelas situações que ainda não conseguimos ver, por aquelas situações que ainda não aconteceram. Para isso devemos ouvir o Senhor na nossa oração fazendo uso dos carismas de profecia e de palavra de ciência a fim de que o Espírito Santo nos revele tais situações.

É como ocorre em muitos episódios narrados na Sagrada Escritura, quando o Senhor, ao ser consultado, revela os acontecimentos futuros que precisam de intercessão para que sejam impedidos, pela ação de Deus, de se realizarem.

No capítulo nove do livro dos Atos dos Apóstolos encontramos um destes maravilhosos exemplos de intercessão profética. No início deste capítulo, São Lucas narra o episódio da conversão de Saulo que, ao cair do cavalo, fica cego e é conduzido para Damasco até a casa de Judas.

Assim que Saulo chegou a Damasco, o Senhor procurou alguém nesta cidade que fosse capaz de ouvir a Sua voz e obedecê-la, a fim de orar por Saulo para que os planos de Deus se realizassem em sua vida e em favor da Igreja.

Ananias, que naquele momento orava e escutava o Senhor, ou seja, que intercedia profeticamente pelos cristãos de Damasco foi para quem Deus revelou o que estava para acontecer na vida de Saulo e na Igreja. “Havia em Damasco um discípulo chamado Ananias. O Senhor, numa visão, lhe disse: ‘Ananias!’. ‘Eis-me aqui, Senhor’, respondeu ele” (At 9,10). Então o Espírito Santo começou a instruí-lo, lhe fornecendo informações precisas de como e onde ele deveria atuar. “O Senhor lhe ordenou: ‘Levanta-te e vai à Rua Direita, e pergunta em casa de Judas por um homem de Tarso, chamado Saulo; ele está orando’” (At 9,11). Ananias então obedeceu e encontrou tudo conforme o Espírito de Deus lhe revelou (cf. At 9,17).

Foi devido a esta intercessão de Ananias que Deus livrou a Igreja da perseguição de Saulo e ainda o converteu para ser um dos maiores apóstolos da Igreja.  Percebam irmãos, a importância da intercessão profética, ou seja, a importância de dialogarmos com o Senhor enquanto oramos para que possamos saber como e para quem devemos interceder.

Deus deseja que seu povo rompa as barreiras da dimensão temporal para alcançar um nível de autoridade espiritual muito maior do que conhecemos ou experimentamos hoje. É pela intercessão profética que experimentaremos o poder de Deus que nos levará a obter vitórias sobre as situações que ainda estão para acontecer e que podem até nos derrotar se não houver a antecipação da intercessão.

A intercessão profética é isso, ou seja, é a antecipação ou a revelação de um fato que está para acontecer, em que aquele que intercede estando aberto à ação do Espírito Santo, numa postura de escuta, ouve do Senhor o que Ele quer e como Ele quer que seja orado.

Desta forma, muitos acontecimentos negativos que atingem a nossa vida, a nossa família, o nosso Grupo de Oração, etc., podem ser evitados pela intercessão profética,poisesta oração manifesta a visão e a realidade de Deus aqui na terra, levando famílias a serem restauradas, cidades, estados e nações inteiras a se rederem ao Senhorio de Jesus.

Para melhor compreendermos o significado da intercessão profética é necessário compreendermos antes o significado de profetizar que no Antigo Testamento significa basicamente anunciar, declarar. Daí, profetizar é “ouvir e anunciar a mensagem de Deus”. Já no Novo Testamento, profetizar significa basicamente “falar em lugar de” ou “em nome de”.

Quando realizamos estas duas ações, ou seja, interceder e profetizar, teremos como resultado a intercessão profética. Podemos então afirmar que intercessão profética é o ato de entrarmos na presença de Deus e ouvirmos os Seus pensamentos e os Seus conselhos para assim nos tornar aptos para orar por situações que estão no coração do Senhor e desta forma antecipar a intercessão em favor de alguém, de uma família, de uma cidade ou até mesmo de uma nação.

Podemos afirmar também que intercessão profética é quando oramos para que aconteça o que Deus deseja que aconteça. É quando o intercessor que, conhecendo a vontade de Deus pelo ato de ouvi-Lo através da sua oração pessoal constante, vem diante do Senhor e pede para que a Sua vontade seja realizada na terra.

Neste nível estaremos “conectados” com Deus, temos os nossos ouvidos nos céus e nossa boca na terra mantendo a visão no mundo espiritual antes de manifestá-la no mundo natural. “Porque o Senhor Javé nada faz sem revelar seu segredo aos profetas, seus servos”. (Am 3,7).

O Senhor deseja nos revelar as situações que ainda não aconteceram para que os seus servos se utilizem do poder da intercessão em favor do seu povo.

“Porventura não fez o Senhor com que seus santos proclamassem todas as suas maravilhas, maravilhas que ele, o Senhor todo-poderoso, consolidou, a fim de que subsistam para a sua glória? Ele sonda o abismo e o coração humano, e penetra os seus pensamentos mais sutis, pois o Senhor conhece tudo o que se pode saber. Ele vê os sinais dos tempos futuros, anuncia o passado e o porvir, descobre os vestígios das coisas ocultas. Nenhum pensamento lhe escapa, nenhum fato se esconde a seus olhos” (Eclo. 42,19-20).

Em nosso dia-a-dia o Senhor se utiliza de muitas formas para nos revelar os acontecimentos futuros, cabe a nós buscar na oração a docilidade no Espírito para interpretar estes sinais que a todo o momento o Senhor deseja nos revelar. Quando ouvimos o Senhor a nossa intercessão se torna profética e a nossa oração atinge o seu auge, pois é pelo ato de ouvir a voz de Deus e de se deixar conduzir por ela que veremos poderosos rompimentos de barreiras ocorrerem.

Quanto mais aprofundarmos a nossa espiritualidade pessoal e o amor fraterno entre nós, maior será a nossa capacidade para ver e interpretar os sinais de Deus na nossa vida, em nosso Grupo de Oração e na sociedade para assim podermos antecipar a intercessão por situações que até então ignorávamos para assim, alcançarmos as vitórias que o Senhor já nos predestinou. “Invoca-me, e te responderei, revelando-te grandes coisas misteriosas que ignoras” (Jr 33,3).

Núcleo Nacional do Ministério de Intercessão

INTENÇÕES PARA ESTE MÊS

1.    Para que cesse a violência no Brasil e no mundo.

2.    Pelas eleições para deputados, governadores e presidente no Brasil em outubro.

3.    Pela unidade entre todos os membros da RCC do Brasil.

4.    Pelos próximos eventos de evangelização da RCCBRASIL:

       - Encontro Nacional de Reflexão Teológica nos dias 29 a 31/08 em São Paulo/SP.

       - Encontro Nacional Universidades Renovadas nos dias 04 a 07/09 em Viçosa/MG.

       - Encontro Nacional de Intercessão Profética nos dias 25 a 28/09 em Aparecida/SP.

       - Congresso Nacional do Ministério de Pregação nos dias 17 a 19/10 em Barueri/SP.

5.    Pela Reunião de Oração do seu Grupo de Oração (pelo pregador, dirigente, músicos e demais servos e pelas pessoas que participam da Reunião de Oração).

6.    Pelos Grupos de Oração na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil.

7.    Pelos Ministérios da RCC no seu Grupo de Oração, Diocese, Estado e no Brasil.

8.    Pelas necessidades espirituais e financeiras dos escritórios diocesano, estadual e nacional da RCC.

9.    Pelos projetos da RCC na Diocese, no Estado, no Brasil na América Latina e no Mundo.

10.  Pelos eventos de evangelização da RCC no seu Grupo de Oração, na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil.

11.  Pela Reunião dos Conselhos Diocesano, Estadual e Nacional neste ano.

12.  Pelas coordenações do seu Grupo de Oração, da RCC na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil (Coordenadora Nacional: Katia Roldi Zavaris e sua família).

13.  Pela Santa Igreja, pelo Santo Padre, o Papa Francisco, pelo seu Bispo diocesano, pelos Sacerdotes, Diáconos, Religiosos e Religiosas e pelos Seminaristas.

14.  Pelas casas de missão da RCCBRASIL e pelos missionários e missionárias.

15.  Pela construção da Sede Nacional da RCC do Brasil e pelos seus colaboradores.

 

16.  Para que todos os membros da RCC do Brasil se abram para a moção da Reconstrução.


Todas as notícias Intercessão

RCCShop