Rede Nacional de Intercessão Outubro - Chamado à intercessão profética

altA primeira vez que eu escrevi sobre intercessão profética foi em Setembro/Outubro de 1997 na Revista Charisindia, quando o Editor era padre Rufus Pereira. Depois de ler o artigo intitulado “O que é Intercessão Profética?”, o bispo Peter Celestine da Diocese de Jammu me fez uma série de perguntas sobre a intercessão profética. Ele admitiu que era a primeira vez que ouvia falar sobre Intercessão Profética.

O assunto não recebeu muita atenção até que eu escrevi sobre em meu livro “Rezar erguendo mãos santas” (Pray Lifiting Up Holy Hands) que foi publicado pelo ICCRS, no Vaticano, em 2012, e está sendo traduzido para dez idiomas incluindo Francês, Russo, Italiano, Espanhol, Português, etc, e tem um capítulo sobre intercessão profética.

Durante a Consulta Profética organizada pelo ICCRS em Belém, em Novembro de 2013, da qual participaram 160 líderes da RCC de 84 países do mundo, eu pedi para fazer uma apresentação sobre Intercessão Profética. Quando os líderes se reuniram em seus grupos, posteriormente, muitos deles partilharam que ouviram sobre intercessão profética pela primeira vez. No entanto, o tema agora está começando a ser debatido e a ser recebido com muito interesse em todo lugar.

O Subcomitê do ICCRS para Ásia e Oceania (ISAO) organizou um evento específico no qual se falou sobre intercessão profética, chamado “Intercessors Arise” em Colombo, Sri Lanka, em janeiro de 2014, do qual participaram 90 intercessores de 11 países. Os participantes fizeram intercessão profética em grupos e todos tiveram uma profunda experiência do poder direcionador do Senhor na intercessão. A Escola “Cenacle Intercession”, organizada pela Equipe de Serviço Nacional em Hyderabad, foi o primeiro tipo de treinamento de intercessores para a intercessão profética. Além de fazer intercessão profética em grupos para 12 situações diferentes em Hyderabad. Uma descrição detalhada daquela experiência foi publicada em abril de 2014 na Charisindia.

Como eu tenho escrito o editorial da revista, toda a nação está se preparando para jejuar e orar pelas Eleições Gerais de 2014, em resposta ao chamado da Conferência dos Bispos Católicos da Índia (CBCI) e da Equipe Nacional de Serviço. Minha própria paróquia em Dwarka, New Dehli está fazendo arranjos elaborados para organizar um longo dia de Adoração Eucarística e intercessão pelas eleições. Essa será a primeira vez em que, toda a nação como um só corpo, irá interceder para as Eleições Gerais no país. Todos esses são claros sinais do mover do Espírito na área da intercessão profética em todo o mundo.

O que é, então, intercessão profética?

Há dois pedreiros em seu trabalho. Alguém se aproxima do primeiro pedreiro e pergunta sobre o que ele está fazendo. O pedreiro responde: “eu estou colocando um tijolo em cima do outro”. O visitante então repete a questão para o segundo pedreiro e ele diz: “Eu estou construindo uma Catedral”. O primeiro pedreiro não pôde dizer que o que ele estava fazendo inteirava o projeto de construção da Catedral. O segundo pedreiro tinha uma visão clara, enxergando sua contribuição em relação ao projeto inteiro. Ele sempre tinha em mente o projeto elaborado pelo arquiteto chefe da Catedral. O mesmo pode acontecer em nossa intercessão. Nós podemos continuar a fazer orações que não vão além da nossa cabeça ou além do quarto onde nós estamos. Nós podemos ser intercessores que podem ficar na escuridão em relação ao que o Senhor deseja realizar por meio da intercessão. Nós precisamos orar especificamente, em ordem, para receber respostas específicas. Nossa intercessão precisa ser intimamente ligada ao plano total de Deus para o mundo, para a Igreja e para o povo de Deus. Ser específico, nós precisamos ser proféticos em nossa intercessão.

Provérbios 29,18 diz que onde uma pessoa não tiver uma visão profética, “o povo se tornará desmoralizado” ou “perecerá”. Sem a visão profética o povo se afasta mesmo na oração. Eu descobri que os grupos de intercessão muitas vezes derivam sem rumo, sem saber o que devem orar e como orar. Nós podemos começar rezando de acordo com nosso próprio entendimento nos estágios iniciais da intercessão. Ao mesmo tempo, nós precisamos crescer no nível de profundidade da intercessão à medida com que progredimos. Isso é o que alguém, que cresceu na intercessão, partilha sobre a experiência inicial: “Eu realmente pensei que eu era um intercessor. Eu peguei meu caderno e comecei a escrever, muito sistematicamente, uma lista de coisas que eu queria que o Senhor me respondesse. Tinha a data do pedido, o que foi pedido, em seguida, outro espaço para a data em que o Senhor respondeu. Para mim, isso era intercessão. Eu não poderia estar mais errado. Eu era muito diligente na oração, muito mal orientado naquela diligência”.

O âmbito e a eficácia da oração ficam restritos quando é guiada por nosso próprio entendimento. A Fidelidade de Deus é uma condição necessária para que as orações sejam respondidas. “Pedis e não recebeis, porque pedis mal...” (Tg 4,3). A atitude do intercessor deve ser, “Eis-me aqui Senhor... como eu amo fazer sua vontade, meu Deus” (Sl 39,8-9). Então, muitas pessoas pensam que a intercessão leva uma lista de pedidos para que o Senhor responda. Na intercessão, nós precisamos manter nossos olhos fixos no que está movendo no coração de Deus. “O Senhor Deus não faz nada sem revelar seus segredos para seus servos, os profetas” (Am 3,7). De fato, toda vez que uma situação justifica o surgimento de uma oração, o Senhor procura por companheiros: “Tenho procurado entre eles por alguém que possa construir um muro ou se coloque na brecha antes de mim para manter longe a destruição da terra” (Ez 22,30). O intercessor torna-se o assessor de confiança, o tenente de Deus.

Nós geralmente pensamos que um profeta é o único que fala para o povo em nome de Deus. Mas, na concepção bíblica o profeta é mais amplo. A primeira ação de Abraão não estava ligada ao “profetismo”, mas ele intercedia pelas pessoas de Sodoma e Gomorra, sob o julgamento de Deus, antes que o Senhor falasse a ele (Gn 18,16-33). Isso mostra que um papel muito importante do Profeta é interceder para as pessoas.

Intercessão identifica com as necessidades e os encargos do povo, enquanto intercessão profética identifica com os encargos do Senhor. Intercessão Profética não vai ao Senhor com uma lista de oração, mas vai ao Senhor para obter uma lista de oração. Na intercessão profética nós nos tornamos como o cinzel. Por si mesmo o cinzel não pode fazer nada, mas quando o escultor o pega e o usa na esquerda e direita, dando a direção certa, o cinzel é capaz de trazer para fora a obra-prima. Então, essa é a profecia em nossos joelhos!

Cyril John

Vice-presidente do ICCRS e Presidente da Comissão de Intercessão ICCRS

Artigo traduzido pelo Portal RCCBRASIL retirado da Charisindia Magazine, Índia, v. XIII, n.05, 2014.

 

 

INTENÇÕES PARA ESTE MÊS

1.    Para que cesse a violência no Brasil e no mundo.

2.    Pelas eleições para deputados, governadores e presidente no Brasil em outubro.

3.    Pela unidade entre todos os membros da RCC do Brasil.

4.    Pelo Congresso Nacional do Ministério de Pregação nos dias 17 a 19/10 em Barueri/SP.

5.    Pela Reunião de Oração do seu Grupo de Oração (pelo pregador, dirigente, músicos e demais servos e pelas pessoas que participam da Reunião de Oração).

6.    Pelos Grupos de Oração na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil.

7.    Pelos Ministérios da RCC no seu Grupo de Oração, Diocese, Estado e no Brasil.

8.    Pelas necessidades espirituais e financeiras dos escritórios diocesano, estadual e nacional da RCC.

9.    Pelos projetos da RCC na Diocese, no Estado, no Brasil na América Latina e no Mundo.

10.  Pelos eventos de evangelização da RCC no seu Grupo de Oração, na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil.

11.  Pela Reunião dos Conselhos Diocesano, Estadual e Nacional neste ano.

12.  Pelas coordenações do seu Grupo de Oração, da RCC na sua Diocese, no seu Estado e no Brasil (Coordenadora Nacional: Katia Roldi Zavaris e sua família).

13.  Pela Santa Igreja, pelo Santo Padre, o Papa Francisco, pelo seu Bispo diocesano, pelos Sacerdotes, Diáconos, Religiosos e Religiosas e pelos Seminaristas.

14.  Pelas casas de missão da RCCBRASIL e pelos missionários e missionárias.

15.  Pela construção da Sede Nacional da RCC do Brasil e pelos seus colaboradores.

16.  Para que todos os membros da RCC do Brasil se abram para a moção da Reconstrução.

 

Núcleo Nacional do Ministério de Intercessão

 

 


Todas as notícias Intercessão

RCCShop