Evangelização na Universidade: celeiro de vocações

altAgosto é mês das vocações e também momento de contagem regressiva para o Encontro Nacional Universidades Renovadas (ENUR), que será realizado de 4 a 7 de setembro em Viçosa/ MG, pela Renovação Carismática Católica do Brasil. E então, passamos a nos perguntar: será que durante a vida universitária se despertam vocações sacerdotais e religiosas, para além da profissão?

A IrmãMaria Pia de Santa Cruz, da ordem religiosa das Clarissas, amadureceu sua vocação a partir de seu trabalho de evangelização no Ministério Universidades Renovadas. Ela conheceu o Sonho de encher as universidades da doutrina de Jesus no ENUR de Brasília/DF, há quatro anos, quando era ainda a universitária Karyne Maria.

Karyne espalhou esse sonho no campus em que estudava e chegou a coordenar o Ministério Universidades Renovadas na diocese de Mossoró/CE. Anos depois, percebeu que sua missão ia mais além, na oração e intercessão. “Esse Ministério está no meu coração. O mundo precisa ouvir a voz dos universitários com valores cristãos, não só a ciência. Não se cansem de pregar o evangelho”, afirmou a jovem, em vídeo gravado por ocasião dos 20 anos do Ministério.

Outro que também teve seu encontro pessoal com Jesus num Grupo de Oração Universitário (GOU) foi Padre João Paulo Veloso, de 28 anos. Segundo ele, em 2004, cursava Jornalismo na Universidade Federal de Palmas/TO (UFT), foi quando Deus passou a preparar seu coração para o chamado ao sacerdócio. Sua caminhada na RCC envolveu a participação na equipe estadual de comunicação do Ministério Universidades Renovadas e atuação nos encontros nacionais e de lideranças do Ministério de Comunicação do Tocantins.

No segundo ano de seminário, assumiu a coordenação estadual no Ministério para os Seminaristas e, em seguida, a nacional. Hoje, ordenado padre, coordena no Brasil o Ministério Cristo Sacerdote, que tem a missão de acompanhar padres e diáconos com a espiritualidade carismática, além de ser o diretor espiritual do Ministério de Comunicação. Ele atua na Paróquia Santa Teresa, no município de Santa Teresa do Tocantins a 80 km da capital, e participa do Grupo de Oração Imaculado Coração de Maria.

O jovem padre tem com o Ministério Universidades Renovadas uma relação de amizade, reconhecimento, gratidão, amor e incentivo. "Sempre que posso estou presente nos acampamentos universitários e já celebrei duas missas de abertura de semestrena UFT, universidade onde pude experienciaro amor de Deus”, afirmou ele, que utiliza parte do que aprendeu na vida acadêmica também no exercício de seu ministério: "Esse projeto de civilização do amor faz com que as pessoas tenham nova experiênciade vida. Aos poucos, fazemos uma revolução silenciosa, o fermento na massa. Isso tem me ajudado muito, por exemplo, quando se celebra o culto ecumênico, tem uma linguagem própria, que atinge os formandos”, afirmou.

Para os universitários que ainda estão em dúvida sobre sua vocação, Padre João Paulo deixa um recado e um conselho especial:

"Quando Deus nos chama, chama para um projeto de felicidade, alegria, realização plena da nossa vida. Deus não nos chama para coisas ruins, se Ele chama para segui-lo mais de perto, na vida religiosa, sacerdotal, consagrada, seja generoso e diga sim ao Senhor. Nenhum dos seus sonhos serão esquecidos pelo Senhor, entregue-os a Deus, ele os remodela, os torna maiores e te devolve. Testemunho isso na minha vida”, afirma contando que sonhava em ser jornalista, seguir a carreira diplomática, mas entregando esse sonho a Deus, sente que Ele tem devolvido a realização dos sonhos de forma mais bela .

“Não tenha medo de entregar seus sonhos a Deus, minha formação não foi em vão. Se você se sente chamado na universidade e se sente tranquilo, se forme, e depois entre no seminário. Tenha uma experiência de trabalho, de namoro, universitária, de contato com as pessoas em Cristo antes do seminário, assim terá clareza e maturidade maior para iniciar o caminho vocacional”.

E sobre os 20 anos do Ministério Universidades Renovadas, ele é enfático: “No Ministério, se aprende a dialogar com a cultura, conversar com quem tem pensamentos muito diferentes de nós, e extrair o ponto inicial de evangelização. Espero que o ENUR 20 anos não perca esse foco, um sonho sonhado por tanta gente junta, ele acaba se tornando realidade, nas suas particularidades. Temos que fazer coisas novas, mas continuemos sonhando”, finaliza.

 

- Leia aqui outro testemunho de vocação nascida dentro do Ministério Universidades Renovadas.

- Saiba mais sobre o Encontro Nacional Universidades Renovadas.

 


Leia mais sobre Testemunho