Após ENF, angolanos carismáticos querem levar experiência a Angola

altO ENF 2015 uniu carismáticos de todo o país e de outras partes do mundo em uma só fé, movendo-os em busca de formação e aprofundamento na vida movida pelo Espírito. Uma grande caravana de Angola veio participar do encontro em busca de formação, aprofundamento espiritual e intercâmbio cultural.

A angolana Terezinha Miguel é fundadora do Grupo de Oração Nascer de Novo e conta sobre sua experiência no Brasil. “Sabemos que se voltarmos aos séculos passados vemos que muitos angolanos vieram para o Brasil, no triângulo que os portugueses faziam, para ter escravos. Por isso sabemos que aqui existem origens angolanas”.

Fazendo uma comparação entre os dois povos, partilha: “O povo brasileiro é como os angolanos, um povo de sorriso fácil e alegria contagiante. Nós aqui nos sentimos em casa, de maneira que aprendemos muito. E tudo o que aprendemos aqui, vamos levar para lá”.

Ao ser indagada sobre a espiritualidade carismática, Terezinha explica que o ENF foi uma experiência profunda e nova: “é uma experiência muito forte observar que existe santidade aqui, especialmente nos grupos carismáticos. Sabem quem é o Espírito Santo, conseguem viver a ação Dele e conhecem Jesus, sabem que Ele é o Senhor e Salvador de verdade”.alt

Ela ainda revelou o desejo de seu coração em transformar a realidade de sua comunidade, fazendo a vontade de Deus. “Nós vamos incentivar muitas pessoas da Angola que ainda não estão dentro do ciclo carismático de formação. Vamos fazer tudo, não vamos evitar esforços”. E continuou, “porque quando as pessoas são renovadas, o país todo se enche de amor, carinho, se torna mais humano. Todos os países do mundo poderiam ser assim para que o mundo fosse uma aldeia global, mas não para enfeite e sim para a santidade. Dessa forma, tenho certeza de que Jesus viria pela segunda vez”, conclui.

Outro sonho que Terezinha compartilha é, na verdade, um convite para os carismáticos do Brasil: “gostamos muito de vocês, com certeza voltaremos e convidamos vocês para irem para lá, para fazer esse intercâmbio, essa experiência”.

 


Leia mais sobre Testemunho