Os arquivos de javascript n�o puderam ser carregados.
logo
Olá seja bem-vindo! | Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017
 

/ Quaresma /



Publicado no dia 24/03/2011 | 08:11:50

Retiro de Quaresma - reflexões da 3ª semana

Prossigamos com as nossas reflexões para o período da Quaresma, em textos preparados pelo Ministério de Formação. Nesta semana aprofundaremos a questão do princípio da Verdade, uma das moções recebidas pelo Movimento para estes tempos em que vivemos. Vamos refletir e orar juntos, todos os dias!

III SEMANA DA QUARESMA

Tema: Consertando nossas redes – Princípio da Verdade

Continuamos nosso caminho rumo à maior festa do cristianismo: a Páscoa. De maneira muito linda, Deus nos presenteou com direções profundas, levando-nos a uma verdadeira conversão.

Domingo

Neste domingo, a palavra de Deus proclamada nos convida a um diálogo sincero com o Senhor. O evangelho de João, no capítulo 4, relata a passagem da “Samaritana”. A leitura conta que Jesus, sentado no poço de Jacó, conversa com esta mulher que vem buscar água. No diálogo, Jesus revela a verdade de sua vida e fala a ela com caridade. A Samaritana acolhe as palavras Dele, reconhece serem verdadeiras, aceita a proposta e recebe a água viva.

Vamos trazer este evangelho para nossa vida. Sentemos também as margens de nossa história, apresentando para Jesus o que nós estamos buscando. A Samaritana buscava água e nós, o que temos buscado? O que estamos precisando para saciar a sede de nossa vida? Vamos conversar com Jesus sobre isso.

No Evangelho, Jesus mostra a ela que sabe tudo sobre sua vida, a ponto de dizer que o marido que ela tem também não é dela. Então, aquela Samaritana compreende que só Ele tem a água que pode saciar sua vida, lavar sua história e preencher seus vazios.

Aproveitando a oportunidade que a liturgia nos dá, fiquemos um momento a sós com Jesus e deixemos Ele se manifestar em nossa vida, a fim de que nesta semana possamos mergulhar nele que é “o caminho, a verdade e a vida” (Jo 14,6). Podemos dialogar com Jesus contando para Ele o que temos feito e buscado. Deixemos que assim nos dê suas palavras que são de vida eterna.

Segunda-feira

Temos várias direções dadas pelo Senhor a toda Renovação Carismática Católica. Ele nos mostra que quer pautar nossa vida no princípio da verdade, inclusive podemos perceber em palavras proféticas que Ele nos exorta a deixar de lado toda simulação, toda mentira, toda duplicidade. Ele pede para sermos verdadeiros uns para com os outros e analisarmos as nossas intenções.

Para nos ajudar a compreender melhor o desejo de Deus para nós, busquemos auxílio no Catecismo da Igreja Católica. Com ele poderemos conhecer melhor as formas de deixar nossa vida ser pautada por este princípio. Vejamos :

a) Somos chamados a viver a verdade. Ter nossa vida assinalada com o princípio da verdade. Isto nos é afirmado no Catecismo da Igreja Católica, no nº 2465: “Deus é fonte de toda verdade. Sua Palavra é verdade. Sua lei é verdade ...os membros de seu Povo são chamados a viver na verdade”.

b)  Como discípulos de Jesus Cristo, somos movidos por sua Palavra. Nela esta nossa norma de vida, ela nos liberta e nos santifica. Assim podemos refletir: minha vida esta movida pela Palavra de Deus? Se digo mentira, estou sendo escravo dela. Compare o nº 2466: “Em Jesus Cristo, a verdade de Deus se manifestou plenamente... O discípulo de Jesus ‘permanece em sua palavra’ para conhecer ‘a verdade que liberta’ (Jo 8,32) e santifica. Seguir a Jesus é viver do ‘Espírito da verdade’ que o Pai envia em seu nome e conduz ‘à verdade plena’ (Jo 16,13). Jesus ensina a seus discípulos o amor incondicional da verdade: ‘Seja o vosso sim, sim, e o vosso não, não’ (Mt 5,37)”.

c) Quem segue Jesus Cristo procura viver como Ele nos ensinou. Portanto, para nós é pedido falar sempre a verdade, renunciar a mentira, proclamar a Boa Noticia, ser sempre sincero e agir na verdade com caridade. Podemos nos analisar: estamos agindo assim? Veja o nº 2468: “A verdade como retidão do agir e da palavra humana tem o nome de veracidade, sinceridade ou franqueza. A verdade ou a veracidade é a virtude que consiste em mostrar-se verdadeiro no agir e no falar, guardando-se da duplicidade, da simulação e da hipocrisia”.

d) Se não estou dizendo e agindo conforme a verdade, isso significa que estou sendo falso e a falsidade sempre prejudica. Praticar a verdade é estar aberto para crescer nas virtudes. Novamente fiquemos atentos aos ensinamentos do nº 2469 do Catecismo: “A virtude da verdade devolve ao outro o que lhe é devido”.

e) O convite para nós neste dia é viver na verdade. Vamos olhar para nós mesmos e perceber se estamos escondidos atrás de alguma mentira, de alguma ilusão e se esforçar para seguir o exemplo de Cristo. Diz o nº 2470: “O discípulo de Cristo aceita ‘viver na verdade’, isto é, na simplicidade de uma vida conforme o exemplo do Senhor permanecendo em sua verdade. ‘Se dissermos que estamos em comunhão com Ele e andamos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade’ (1Jo 1,6)”.

Vamos rezar de acordo com as reflexões que fomos fazendo em cada item citado pelo Catecismo da Igreja Católica. É interessante até anotarmos o que temos aprendido com esses ensinamentos e o que estamos sentindo Deus falar conosco através dos momentos de oração.

Terça-feira

Estamos vivenciando um período de reflexão sobre a prática da verdade. Neste dia, vamos novamente nos apoiar nos ensinamentos da Igreja, através do Catecismo da Igreja Católica, e perceber que somos privilegiados, afinal temos instruções dados pela Igreja e um grande modelo a seguir que é o próprio Jesus Cristo.

De maneira muito clara, vamos mergulhar no sentido de darmos testemunho da verdade, diz o CIC 2472: “O dever dos cristãos de tomar parte na vida da Igreja leva-os a agir como testemunhas do Evangelho e das obrigações dele decorrentes. Esse testemunho é transmissão da fé em palavras e atos. O testemunho é um ato de justiça que estabelece ou dá a conhecer a verdade: Todos os cristãos, onde quer que vivam, pelo exemplo da vida e pelo testemunho da palavra, devem manifestar o novo homem que pelo Batismo vestiram e a virtude do Espírito Santo que os revigorou pela confirmação”. Isso significa que quanto mais autêntico eu for em relação à vivência da palavra de Deus, mais estarei agindo conforme a verdade e a fé.

Encontrar-se com Jesus Cristo é encontrar-se com a verdade em nossa vida. O Papa
Bento XVI dizia aos Movimentos Eclesiais e Novas Comunidades em 2006: “A força de um líder está em encontrar Aquele que é a Verdade e a reproduzir esta verdade dentro de si e nos seus relacionamentos. As pessoas vivem como se a verdade não existisse, como se o desejo de ser feliz que está no coração do homem fosse destinado a ficar sem resposta”. Este encontro com Cristo pode desenvolver em nós um testemunho autêntico de seguidor de Cristo.

Vamos orar neste dia agradecendo a Jesus porque nos encontramos com Ele. E esse encontro tem causado em nossas vidas muitas transformações. Depois de louvá-lo, vamos renovar nosso compromisso de viver e testemunhar o evangelho com nossa vida.

Quarta-feira

Um próximo passo em relação à pratica da verdade é seguirmos o que o Catecismo da Igreja Católica nos ensina e refletir sobre as ofensas a verdade.
Vamos rever alguns pontos importantes neste dia:

2475 – “Os discípulos de Cristo "revestiram-se do homem novo, criado segundo Deus, na justiça e santidade da verdade" (Ef 4,24). ‘Livres da mentira’ (Ef 4,25), devem ‘rejeitar toda maldade, toda mentira, todas as formas de hipocrisia, de inveja e maledicência’ (1Pd 2,1)”. O Senhor nos revestiu do homem novo. Aproveitando esta reflexão vamos enumerar todas as coisas que ainda gritam forte dentro de nós e que nos impedem de viver a verdade. Nesta lista, devemos abordar todas as coisas que ainda são contra a verdade do Evangelho em nossa vida e buscar auxílio em Jesus para sermos fortes diante de nossas fraquezas.


2476 - “Quando emitida publicamente, uma afirmação contrária à verdade assume uma gravidade particular. Diante de um tribunal, torna-se um falso testemunho... Essas formas de agir contribuem para condenar um inocente, para inocentar um culpado ou para aumentar a sanção em que incorre o acusado. Elas comprometem gravemente exercício da justiça e a eqüidade da sentença pronunciada pelos juízes”. Diante desta afirmação, vamos retomar todas as vezes que mentindo atrapalhamos a vida de nossos irmãos. Vamos pedir perdão a Deus pelo vício da mentira em nosso cotidiano. Até se achamos que é algo pequeno que não faria mal algum, peçamos perdão porque com certeza prejudicamos alguém.


2482 - "A mentira consiste em dizer o que é falso com a intenção de enganar. O Senhor denuncia na mentira uma obra diabólica: ‘Vós sois do diabo, vosso pai, (...) nele não há verdade: quando ele mente, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira’ (Jo 8,44)”. Fomos criados a imagem e semelhança de Deus, somos filhos de Deus. Se Ele é verdade devemos agir sempre com verdade. Percebemos nesta passagem bíblica que o pai da mentira é o demônio. Se estamos habituados a dizer mentira, temos a oportunidade de nos reconciliar com Deus. Devemos renunciar a toda mentira e deixar que o Espírito Santo, que é o Espírito da verdade, nos ensine a agir sempre conforme a verdade. Eis mais uma verdade que nos motiva a agir sempre testemunhando a verdade: CIC 2486 “A mentira contém em germe a divisão dos espíritos e todos os males que ela suscita; mina a confiança entre os homens e rompe o tecido das relações sociais”.

Quinta-feira

Estamos caminhando para transformar nossas ações conforme a prática da verdade. Esta semana somos encorajados a assumir quais são as mentiras que estavam tentando nos enganar e tirar o foco de nossas ações diante da verdade.

Nesta quinta-feira, aproveitemos para adorar Jesus e dizer a Ele que assumimos em nossa vida as práticas da verdade. Olhando para Jesus encaramos a verdade em nossa vida. Quanto amor o Senhor tem derramado sobre nós, quantas vezes diante desse amor somos lavados de toda maldade, de toda mentira, de toda ilusão e de toda falsidade.

Vamos olhar e contemplar a beleza de Deus que também nos olha. Aproveitemos a moção dada através da palavra em Apocalipse 3, 18: “Aconselho-te que compres de mim um colírio para ungir os olhos para que possas ver claro”. A moção é a de olhar com os olhos do Espírito da Verdade onde está o desajuste, o excesso, a ilusão na nossa vida. Apenas olhando para Jesus deixemos que Ele vá colocando em ordem os desajustes.

Ainda olhando para Jesus, podemos trazer até a nossa memória quais são as áreas de nossa vida que ainda estão sendo vividas na ilusão da mentira. Sem ter receio do que Jesus pode fazer, apresentemos o que tem em nosso coração e deixemos que Jesus, “caminho, verdade e vida”, trabalhe em nós fazendo obra de restauração.

Este colírio é derramado em nossos olhos conforme vamos olhando para Jesus. Este olhar vai penetrando nosso olhar e somos agraciados com o olhar de misericórdia que tira de nós todas as escamas que estavam nos impedido de caminhar no caminho da verdade.

Que o Espírito Santo nos dê uma visão nova e nos conduza na prática da verdade.

Sexta-feira

Chegamos à sexta-feira. Talvez para você este seja um dia de jejum de penitência, e é oportuno também percebermos que, diante da reflexão desta semana, Deus nos garante oportunidades para entrar na prática da verdade. Entrar nesta prática com certeza vai gerar em nós mudança de vida. É decisão pela verdade, é decidir por Aquele que é a verdade!

A penitência que vamos realizar hoje pode ter como intenção a mudança de vida, a conversão de nosso coração, a decisão em viver a verdade. Devemos saber que não precisamos nos esconder atrás de mentiras. Não precisamos nos enganar com ilusões.

Vamos orar nesta sexta-feira nos comprometendo com a verdade. Quando me comprometo com a verdade, vou até as áreas mais profundas de minha vida, apoiado na força do Espírito Santo, e deixo que seu amor me fortaleça para arrancar de mim o que é mau, o que me é enganador.

Busquemos mais uma vez a Palavra de Deus em Efésios 4,25: “Renunciai a mentira. Fale cada um a seu próximo a verdade, pois somos membros uns dos outros”. Apoiados nesta palavra, se já atingimos alguns irmãos com a mentira vamos reparar este erro. Em primeiro lugar é preciso reconhecer que pecamos, depois nos reconciliarmos.

Pode ser que tenhamos mentido para nós mesmos, tentando nos enganar; pode ser que tenhamos falado mentira para alguém para tentar se sair bem em alguma situação; pode ser até que estejamos vivendo uma mentira. Por isso, como diz a palavra, “renuncia a toda mentira”. Após reconhecer o erro, vamos dizer: eu renuncio, eu não quero mais! Se consigo proclamar isso, posso me confessar e me comprometer com a verdade como propósito de vida.

Sábado

Hoje é o dia que rezamos com Nossa Senhora. Ela é aquela que apoiou sua vida na Palavra de Deus e viveu a verdade em todo tempo. Em nenhum momento de sua vida se enganou. Sempre esteve centrada na palavra de Deus. 

Vamos neste sábado rezar a oração do terço pedindo a Nossa Senhora que interceda por nós para que possamos viver a verdade em cada instante de nossa vida. Em cada dezena do terço vamos colocar um pedido a Virgem Maria:

1º mistério - vamos pedir que Nossa Senhor rogue por todas as pessoas que nós ferimos com a mentira, e por todos os efeitos negativos que a mentira causou em nossa vida.

2º mistério - vamos pedir que Nossa Senhora nos ensine a viver comprometidos com a verdade.

3º mistério - que Nossa Senhora nos auxilie na prática constante da verdade em nossas palavras e atitudes. Que saibamos pautar nossa vida no exercício da verdade.

4º mistério – que Nossa Senhora nos ensine a sempre buscar na Palavra de Deus nosso jeito de agir e de compreender as coisas.

5º mistério – que pela intercessão de Nossa Senhora possamos sempre ter em nossos lábios palavras de louvor a Deus, principalmente neste dia que possamos louvar porque a verdade nos liberta e nos faz entrar no plano de Deus.
 






Orkut

Facebook

twitter

Compartilhe


Ver todas notícias




RCC Brasil 2005-2010 © Todos os direitos reservados  -  Escritório Administrativo da RCC do Brasil