Gravai em nós a imagem de Vossa Mãe

Celebramos hoje o dia de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira da América Latina, a Virgem Santíssima que apareceu a um indígena (Juan Diego Cuauhtlatoatzin) em 1531.

Em suas aparições, Maria pediu que o índio pedisse ao bispo local a construção de um Santuário. O bispo, então, quis um sinal da Virgem que posteriormente foi concedido: a pedido de Nossa Senhora, o índio recolheu flores na sua tilma (uma espécie de manto) durante o inverno e apresentou ao bispo. Ao abrir o mantopara mostrar as flores, a imagem de Nossa Senhora estava milagrosamente estampada no tecido.

Tilma era o nome da roupa usada pelo indígena, feita de tecido grosso de fibra de cactos. Patti Gallagher Mansfield, uma das pioneiras da RCC no mundo, participante do Retiro de Duquesne, em uma oração, pede para que Deus a torne como esse manto: “Se este tecido rude e grosseiro pôde cha­mar a Vossa atenção e ser útil aos Vossos pla­nos, com certeza uma alma de boa vontade como a minha poderá servir aos Vossos pla­nos também”.

Neste dia especial, como nos motiva Patti, somos convidados a clamarmos ao Espírito Santo a graça de estarmos prontos para receber em nossas vidas a impressão das marcas da Virgem Maria em nós.

Reze você também essa oração:

alt

“Não tenhas medo, não estou aqui eu que sou Tua Mãe?”, dessa forma, a Virgem Maria constantemente encorajava Juan Diego a permanecer na vontade de Deus, ao lado da Virgem Maria, mãe e intercessora.

Nossa Senhora de Guadalupe, rogai por nós.

A oração completa foi extraída do livro “Magnificat - Maria através dos olhos de uma mãe”. Adquira o livro agora mesmo acessando rccshop.com.br.

 

 


Leia mais sobre Especial