Família de Nazaré: Virtudes que refletem na sociedade

alt

Dotado de todo poder do Alto, Deus quis encarnar no seio da humanidade, através de uma família. A Família de Nazaré! Bom ressaltar o momento em que Deus instituiu a família. Na criação do mundo, tudo que Deus fazia, concluía dizendo, isto é bom! Quando criou o homem à sua imagem e semelhança, o colocou no Paraíso com a missão de guardar e proteger aquele território. Porém, Deus observando o homem disse: “Não é bom que o homem esteja só. Vou dar-lhe uma auxiliar que lhe seja adequada” (Gn 2, 18). E Deus fez a mulher com a missão de ser auxiliar adequada para o homem, na execução da sua missão: “cultivar e guardar seu território”.

Assim Deus criou a família, segundo o desejo de Seu coração

Vemos, desde séculos remotos, a família instituída por Deus, se multiplicando e espalhando valores que sempre influenciaram na sociedade vigente. Sabemos que esses valores, adquiridos no seio familiar, vieram, ao longo do tempo, formando homens e mulheres expressivos em toda a humanidade.

Se verificarmos a vidas dos Santos da Igreja, veremos que as sementinhas da santidade lhes foram plantadas no seio familiar. Porém, no caminhar da história, infelizmente, os princípios e valores vêm se perdendo pelos caminhos da vida. Hoje, chegamos num ponto em que, poucas são as famílias que vivem segundo o Projeto de Deus, cultivando e guardando esse bem tão precioso que Deus lhes deu, que é a família!

Cultivar os princípios e valores

Cultivar as virtudes, fazendo, assim, de nossos filhos e filhas, homens e mulheres pessoas importantíssimas na formação de uma sociedade justa e saudável. Antigamente filhos respeitavam os pais e, pais preparavam seus filhos para o futuro! Hoje, muitos pais e mães trabalham duro na formação do futuro de seus filhos e se esquecem de prepará-los para o futuro.

Lembremos, também, do segundo item da ordem deixada por Deus, que é guardar seu bem precioso. Isso significa guardar a família de toda ação contrária ao plano de Deus! Deus quer famílias felizes e unidas, vivendo e partilhando o grande amor que Ele plantou em nós!

Guardemos e não deixemos que a “modernidade secular” introduza o joio em nossos lares. Nem tudo que é moderno é pernicioso, por isso, peçamos a sabedoria do Alto para levarmos, para águas mais profundas, nosso barquinho que carrega nosso maior tesouro na terra, nossa família! Necessitamos estar sempre recorrendo aos exemplos deixados pela Família de Nazaré!

Resgatar os valores perdidos, tais como, respeito e amor ao próximo, como a si mesmo, valores esses que agregam a educação, compaixão e muitas outras virtudes necessárias à recuperação de uma sociedade, onde todos sejam um em Cristo Jesus!

Acabamos de vivenciar o Natal, onde, com certeza, a Sagrada encontrou, em nossos corações, uma manjedoura iluminada para acolhê-los.

Fica meu convite para que, ao adentrarmos ao novo ano de 2020, possamos iniciar, dentro de nossas famílias, um processo de resgate dos valores esquecidos e necessários para a transformação de nossa sociedade.

-----------
Cleusa Bombonati
Grupo de Oração Santa Catarina
Diocese de Palmas e Francisco Beltrão (PR)
 


Leia mais sobre Artigos