Vamos viver o Hollywins?

alt

Na véspera da Solenidade de Todos os Santos, dia 01 de novembro, somos chamados a proclamar que a Santidade Vence.O Hollywins é um convite a celebrarmos todos que desejaram o céu e que com uma vida de santidade, testemunharam que é possível ser santo, eles são amigos de Jesus e nossos amigos, ser santo é um chamado do próprio Deus: “Deveis ser perfeitos como vosso Pai Celeste é perfeito” (Mt 5,48) para todos nós.

Nesse caminho é importante poder contar com ajuda do Céu, diante de tantos desafios que encontramos para viver a nossa Fé, na Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate, do Papa Francisco, “Sobre o chamada a Santidade no Mundo Atual”, no número 4 ele vai nos dizer: “Os santos, que já chegaram à presença de Deus, mantêm conosco laços de amor e comunhão. Atesta o livro do Apocalipse, quando fala dos mártires intercessores: ‘Vi debaixo do altar as almas dos que tinham sido mortos, por causa da Palavra de Deus e por causa do testemunho que deram. E clamavam em alta voz: ‘Tu, que és o Poderoso, o Santo, o Verdadeiro! Até quando esperarás para julgar?’” (6, 9-10). Podemos dizer que “estamos circundados, conduzidos e guiados pelos amigos de Deus. (...) Não devo carregar sozinho o que, na realidade, nunca poderia carregar sozinho. Os numerosos santos de Deus protegem-me, amparam-me e guiam-me”.

Confiando em seus testemunhos, somos convidados a com muita alegria celebrar a Festa de todos os Santos, afinal de contas eles são nossos amigos e nos mostram com sua vida que a Santidade é para mim e para você!

Dessa forma temos como proposta levar as nossas crianças e os adolescentes a entenderem o real sentido dessa comemoração, mostrando sempre a verdade e o significado do que se é comemorado para que dessa forma sintam o desejo de vivenciarem as coisas de Deus.

Através do Hollywins é possível mostrar que há sabor nas coisas que pertencem ao céu e que conseguimos viver uma grande festa quando celebramos algo que é fecundo e que traz vida.

Por isso, queremos deixar aqui algumas sugestões de como vivenciar este grande dia:

  • Os pais podem escolher histórias de santos para contar para os seus filhos;
  • Para as crianças maiores e os adolescentes pode ser sugerido que eles mesmos procurem a história de um santo que lhe chame atenção para contar a história dele para toda a sua família;
  • As crianças e os adolescentes juntamente com toda a família podem se vestir-se de santos
  • Podem elaborar peças teatrais com história daquele santo;
  • Pode confeccionar um objeto que represente aquele santo para depois explicar o eu significado e sua importância;
  • Os pais podem elaborar perguntas sobre os santos que os filhos escolheram para perguntar no momento
  • Ainda podemos colocar fotos e frase do Santos escolhidos para nossa devoção nos perfis das redes sociais e falarmos da alegria que encontramos em cada Amigo do Céu.

Ou seja, é um dia para reunir toda a família e celebrar com alegria!

Em contrapartida, também por esse dia, vemos um grande estímulo para trazermos para nossas casas, uma cultura e festa pagã, tipo vestir crianças de bruxas, ou fazer alusão a invocação de mortos, de coisas que lembrem o Halloween, para entendermos um pouco mais:

 

O que é a Festa de Halloween?

 

É uma festa comum nos EUA e Europa e é celebrada no dia 31 de outubro, de origem pagã.

A comemoração veio dos antigos Celtas, um povo que habitava a Grã-Bretanha (Inglaterra, Escócia, Irlanda) a mais de 2000 anos atrás, vindos da Ásia. Os Celtas realizavam a colheita nessa época do ano, e, segundo um antigo ritual de sua religião druida, os espíritos das pessoas mortas voltariam à Terra durante a noite, no último dia do ano, que para eles era o dia 31 de outubro e queriam, entre outras coisas, se alimentar e assustar as pessoas. Acreditavam também no aparecimento das bruxas, mulheres que tinham vida sexual com demônios e que faziam muito mal às pessoas, ao gado, às plantações, etc.

Com isso, os Celtas costumavam se vestir com máscaras assustadoras para afastar estes espíritos e as bruxas. Esse episódio era conhecido como o “Samhaim”.

Com o passar do tempo, os cristãos chegaram à Grã-Bretanha, converteram os Celtas especialmente com o trabalho de São Patrício no século IV e São Columbano no século VI. Com isso, a Igreja Católica transformou este ritual pagão, em uma festa religiosa. Ela passou a ser celebrada nesta mesma época e, ao invés de honrar espíritos e forças ocultas, o povo recém catequizado, deveria honrar os santos, daí veio o “All Hallows Day”: o “Dia de Todos os Santos”. Mas, a tradição entre estes povos continuou, e além de celebrarem o Dia de Todos os Santos, eles celebravam também a noite da véspera do Dia de Todos os Santos com as máscaras assustadoras e com comida. A noite era chamada de “All Hallows Evening”, abreviando-se, veio o Halloween.

 

Retirado do livro: “Falsas Doutrinas – Seitas e Religiões”. Prof. Felipe Aquino (Org.). Ed. Cléofas.

 

Diante dessa realidade, podemos dizer como São Paulo: “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém” (1 Coríntios 6, 12), talvez muitos pais nessa data estejam fazendo o questionamento, meu filho pode participar ou não dessa festa, que muitas vezes é promovida no âmbito escolar? Como resposta, temos algo melhor a oferecer: Vamos viver o Hollywins?

 

“Deixa que a graça do teu Batismo frutifique num caminho de santidade. Deixa que tudo esteja aberto a Deus e, para isso, opta por Ele, escolhe Deus sem cessar. Não desanimes, porque tens a força do Espírito Santo para tornar possível a santidade e, no fundo, esta é o fruto do Espírito Santo na tua vida (cf. Gal 5, 22-23). Quando sentires a tentação de te enredares na tua fragilidade, levanta os olhos para o Crucificado e diz-Lhe: ‘Senhor, sou um miserável! Mas Vós podeis realizar o milagre de me tornar um pouco melhor’. Na Igreja, santa e formada por pecadores, encontrarás tudo o que precisas para crescer rumo à santidade. ‘Como uma noiva que se adorna com as suas joias’ (Is 61, 10), o Senhor cumulou-a de dons com a Palavra, os Sacramentos, os santuários, a vida das comunidades, o testemunho dos santos e uma beleza multiforme que deriva do amor do Senhor” (Exortação Apostólica Gaudete et Exsultate, n° 15).

 

Para finalizar esse texto queremos fazer um convite a rezarmos pedindo a Mãe do Céu o desejo de buscarmos a Santidade e não tirarmos o olhar daquilo que é vontade de Deus para nós e nossas famílias, crianças santas, adolesantos e famílias santas, convidamos de forma muito especial a rezarmos todos juntos, pedindo a nossa Mãe do Céu, proteção para nós, nossas crianças e adolescentes:

 

Augusta Rainha dos Céus

 

Augusta Rainha dos céus, soberana mestra dos Anjos,

Vós que, desde o princípio, recebestes de Deus

o poder e a missão de esmagar a cabeça de Satanás,

Nós vo-lo pedimos humildemente,

Enviai vossas legiões celestes para que,

sob vossas ordens, e por vosso poder,

Elas persigam os demônios, combatendo-os por toda a parte,

Reprimindo-lhes a insolência, e lançando-os no abismo.

Quem é como Deus?

Ó Mãe de bondade e ternura,

Vós sereis sempre o nosso Amor e a nossa esperança.

Ó Mãe Divina,

Enviai os Santos Anjos para nos defenderem,

E repeli para longe de nós o cruel inimigo.

Santos Anjos e Arcanjos,

Defendei-nos e guardai-nos. Amém!

 

-----------------

Maria Alane Mendes Campos

Grupo de Amigos CN - João Pessoa (PB)

 

Alessandra Oliveira

Coordenadora Estadual Ministério para Crianças e Adolescentes da Paraíba

Grupo de Oração Ponte de Luz

 


Leia mais sobre Artigos