Lançai aos pés de Jesus suas dores e aflições

“Então o que estava sentado no trono disse: eis que faço nova todas as coisas” (Ap 21,5a)
 
Desde que as dores e aflições entraram no mundo pelo pecado (Gn 3), os olhos do Senhor se voltaram para Seu povo e a esse povo amado passou a enviar seus profetas para libertá-lo da escravidão do pecado e de suas consequências: “Eu vi, eu vi a aflição de meu povo que está no Egito, e ouvi os seus clamores por causa de seus opressores. Sim, eu conheço seus sofrimentos" (Ex 3,7). Esse povo é um povo difícil, de cabeça dura, inconstante, que por vezes murmura e em outras reconhece que a libertação de suas aflições e temores vem, sim, das mãos do Senhor: “Clamamos então, ao Senhor, Deus de nossos pais, e ele ouviu nosso clamor e viu nossa aflição, nossa miséria e nossa angústia” (Dt 26,7). A este povo, o Senhor quis renovar e introduzir na terra prometida (Js 1, 1-2).
Irmãos, hoje ainda vivemos um tempo de escravidão pelo pecado que faz com que a humanidade sofra grandes dores, aflições, fome e desesperança. “Pois sabemos que toda a criação geme e sofre como que dores de parto até o presente dia” (Rm 8, 22). A pandemia da COVID 19 é um desses sofrimentos que levou a tantas perdas de irmãos, seja de longe ou próximos a nós. Não são poucos os sofrimentos físicos e emocionais! Se não bastasse, tivemos nossas Igrejas fechadas e Grupos de Oração impossibilitados de se reunirem; muitos irmãos desistindo de caminhar e até mesmo de viver ... Mas diante desta situação, não podemos sucumbir, não temos o direito de desfalecer em meio a este vale sem vida e sem esperança, pois “a mão do Senhor está sobre nós” (Ez 37, 1) e, por isso, quando nenhuma intervenção humana consegue dar novo rumo, o Senhor insiste em nos dizer: Não tenham medo! “Não se perturbe o vosso coração, credes em Deus e crede também em mim” (Jo 14,1). “No mundo haveis de ter aflições, coragem eu venci o mundo” (Jo 16,33).
 
O Papa Francisco, em sua catequese em 5/08/2020, nos disse sobre esta situação que estamos vivenciando nesses tempos: “Por este motivo devemos manter o nosso olhar fixo firmemente em Jesus e com esta fé abraçar a esperança do reino de Deus que o próprio Jesus nos traz. Um reino de cura e salvação que já está presente entre nós. Um reino de justiça e paz que se manifesta através de obras de caridade, que por sua vez aumentam a esperança e fortalecem a fé. Na tradição cristã, fé, esperança e caridade são muito mais que sentimentos ou atitudes. São virtudes infundidas em nós pela graça do Espírito Santo, dons que nos curam e nos fazem curar, dons que nos abrem novos horizontes, até quando navegamos nas difíceis águas no nosso tempo.”
 
O Senhor tem nos falado: Intercessores, é com coragem que deveis lançar aos pés de Jesus as dores e aflições vossas e do mundo inteiro, e que muitas vezes tendes retido em vossos corações e vos tem levado a desanimar e até mesmo a desacreditardes do chamado ou a vos curvardes sob o peso que tendes acumulado em vossas almas, fazendo com que vosso ministério se torne um fardo. Não é esta a vontade de Deus para um povo chamado e levantado para ser profeta da esperança, um povo formado para combater nestes tempos difíceis com destemor, como um grande exército. Aproximai-vos cada vez mais de Jesus e com olhos fixos nele, depositeis toda a vossa aflição, medo, cansaço e os ataques que de todas as formas tendes vivido. Não desfaleçais, o Senhor está convosco! “Vinde a mim vós todos que estais aflitos sob o fardo e eu vos aliviarei” (Mt 11,28).
 
Intercessores, é na intimidade com Jesus, na Santíssima Eucaristia, na oração do Santo Rosário e com os joelhos dobrados que os olhos irão se abrir ao desejo do Senhor para toda a humanidade que é RENOVAR! Ele quer renovar suas forças, sua esperança, seu chamado, sua vida de oração, renovar o mundo inteiro! Temos um Deus que se fez Homem, que morreu numa Cruz carregando sobre si suas dores, que Ressuscitou e está sentado no Trono, ao lado do Pai, a nos prometer um novo tempo. Aproximem-se do Trono da Graça e creia, tudo será renovado” (HB 4, 16). É Promessa do Senhor para aquele crê: “Eis que renovo todas as coisas” (Ap 21,5a).
 
Com as bênçãos de Nossa Senhora de Pentecostes, elevemos ao Senhor nossa voz, clamando o Espírito Santo de Deus sobre nós, sobre nossos Grupos de Oração, sobre toda a Igreja e sobre o mundo inteiro! Clamemos com nossa alma para que uma grande multidão de pessoas se una a nós:
 
Sopra, Espírito Santo, um sopro de vida nova sobre todo vale de aflição e dores. Vem, Espírito Santo e dá-nos seus dons! Queremos ser repletos da sabedoria que vem do alto e anunciar a grande Promessa a ser cumprida pelo nosso clamor, Promessa de Renovação! Renova- nos Senhor, Renova a face da terra!
 
 
Ana Maria Rocha Grilo
Grupo de Oração Filhos da Sagrada Família
Coordenador Estadual do Ministério de Intercessão RCC Minas Gerais
 
 
INTENÇÕES PERMANENTES
1. Pela Santa Igreja, pelo Santo Padre, o Papa Francisco, pelos Bispos, pelos Sacerdotes, Diáconos, Religiosos (as) e pelos Seminaristas;
2. Por todas as vocações, para que o chamado de Deus seja assumido com amor e fidelidade;
3. Pelos membros do Serviço Internacional para a Renovação Carismática Católica – CHARIS;
4. Pelos membros do Serviço Nacional de Comunhão do CHARIS;
5. Pelo Presidente do Conselho Nacional, Vinícius Simões e sua família, e todos os membros do Conselho Nacional;
6. Pelas reuniões dos Conselhos Estaduais e Diocesanos;
7. Por todos os Grupos de Oração do Brasil;
8. Por todos os Ministérios da RCC em nível nacional, estadual, diocesano e de Grupo de Oração;
9. Pelas necessidades espirituais e financeiras dos escritórios diocesanos, estaduais e nacional da RCC;
10. Pela casa de missão da RCCBRASIL no Marajó e pelos missionários e missionárias;
11. Pela construção da Sede Nacional da RCC do Brasil e pelos seus colaboradores;
12. Pelos eventos de evangelização da RCC no Brasil;
13. Pela situação política, econômica e moral em nosso País;
14. Para que cesse a violência no Brasil e no mundo;
15. Pela libertação e paz do povo Venezuelano;
16. Pela erradicação dos vírus causadores da Febre Amarela, Dengue, Zika e Chikungunya.
 
INTENÇÕES DO MÊS
- Pela Vigília de Pentecostes (CHARIS Internacional) no dia 22 de maio;
- Pelo Congresso online do Ministério de Música e Artes, 11 a 13 de junho;
- Pelo fim da pandemia do Coronavírus no Brasil e no mundo;
- Pela reabilitação das pessoas pós Covid;
- Pelos desempregados do Brasil, para que tenham a oportunidade de um trabalho digno.
 


Leia mais sobre Rede Nacional de Intercessão