Processo Formativo da RCC: vestes novas para o céu

Amados irmãos, sabemos que o Senhor “faz novas todas as coisas” (Ap 21,5) e, na história do povo de Deus, encontramos diversas passagens em que Ele apontou um novo caminho aos seus escolhidos, mostrando a necessidade e urgência da mudança de rota. Foi assim com o profeta de Deus diante do convite do Rei Jeroboão para que ficasse em sua casa: “Porque o Senhor me ordenou pela sua palavra: “Não comas pão, nem bebas água, nem voltes pelo caminho por onde vieste. Então, ele foi por outro caminho...” (I Reis 13,9s). Foi assim com os Reis Magos que, após terem sido avisados em sonho para não retornarem ao Rei Herodes, “voltaram para sua terra por outro caminho” (Mt 2,12).

Também no curso da nossa história pessoal, o Senhor corrige o nosso passo, acerta ou indica um novo trajeto dando-nos, por vezes, estratégias inéditas, sempre mais eficazes e coerentes com o momento em que vivemos e com os seus propósitos a nosso respeito. Na Renovação Carismática Católica não é diferente! Sabemos que a RCC tem um Processo Formativo robusto, forjado na oração e escuta feita por irmãos ao Senhor em uma reunião na cidade de Barbacena, nas Minas Gerais, na década de 90. Por certo, a formação oferecida pelo Movimento tem sido uma grande estratégia de evangelização e uma resposta responsável e comprometida da RCC aos apelos feitos pela Igreja, seja através de inúmeros documentos, seja em audiências papais.

“De uma formação sólida surgirá uma espiritualidade profundamente enraizada nas fontes da vida cristã e capaz de responder às perguntas cruciais colocadas pela cultura dos nossos dias.” (São João Paulo II, na conferência para a RCC, 1998).

“Certamente todos somos chamados a crescer como evangelizadores. Devemos procurar simultaneamente uma melhor formação, um aprofundamento do nosso amor e um testemunho mais claro do Evangelho”. (EG 271).

Irmãos, nesse momento de ação de graças pelos 55 anos da RCC no mundo, o Ministério de Formação, inspirado pelo Senhor, aprimorou a sua rota, sua marcha missionária, e nos trouxe um Processo Formativo com “vestes novas”, fruto de dois anos de oração e escuta, análise, escrita, revisão e reescrita de apostilas. Sabemos que o objetivo do Processo Formativo não se limita a formar servos, não se restringe tão somente em preparar a liderança para o serviço nos diversos ministérios, mas seu primeiro e maior objetivo é levar todos a crescerem na santidade; é gerar em nós a vida no Espírito.

“A missão principal da formação é ajudar os membros da Igreja a se encontrar sempre com Cristo.” (Doc. Ap. 279). A formação tem por finalidade levar os participantes da RCC a caminharem na vida segundo o Espírito de Deus, no seguimento de Jesus e a tomarem consciência de sua missão na Igreja e no mundo vivendo-a carismaticamente (Site RCC Brasil).

Ao tomarmos consciência de nossa missão como batizados, o próprio Espírito Santo nos impulsiona ao serviço. Intercessores, de forma alguma podemos nos colocar a servir “Aquele que está no trono” (Ap 5,13) sem a busca incessante pelo conhecimento. Sem conhecimento, sem formação nos perdemos, nos arruinamos, como nos adverte o profeta: “O meu povo será destruído por falta de conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei...” (Os 4,6).

A formação nos enraíza no Cristo e nos fortalece diante das adversidades da vida. Sem formação, ficamos à deriva, “no raso”, na superfície, vulneráveis ao ataque do mal, ao imprevisível da vida e incorremos no perigo de fazer a obra de Deus de forma indevida e sem sua aprovação (Jr 48,10). Portanto, nesse tempo de retomada, coloquemos todo nosso empenho em participar dos encontros de formação promovidos pelo Movimento e a vivermos novamente o Processo Formativo que é a base, o alicerce para nossa missão como intercessores de nosso grupo de oração. Ao vivenciarmos o Processo Formativo, o Senhor irá nos forjar, nos fortalecer e confirmar nosso chamado.

São três as etapas do nosso Processo Formativo:

- A fase querigmática: com as apostilas Seminário de Vida no Espírito; Experiência de Oração e Introdução aos Dons.

- A fase catequética: com as apostilas do Módulo Básico e de Formação Humana.

- A fase das formações específicas de cada ministério: que prepara, especificamente, para a missão, para o serviço.

Irmãos, jamais podemos pular as fases. Essas fases são sequenciais, portanto, não podemos ingressar na fase da formação específica do ministério de intercessão sem termos passado pela fase querigmática e pela fase catequética. Nenhum bom soldado vai para a batalha sem estar bem equipado, preparado, treinado, caso contrário será abatido facilmente. É fato! Não queiramos fazer as coisas do nosso jeito, na pressa. Esforcemo-nos por viver bem esse Processo Formativo inspirado por Deus e que está “com vestes novas”, pois as apostilas foram reelaboradas, outras foram suprimidas e ainda outras foram incorporadas ao processo. “Eu estou convencido de que esse processo é um instrumento eficaz para assegurar a unidade da Renovação Carismática. Implante na sua diocese, reavive o processo formativo na sua diocese” (Vinicius Simões, no ENF 2022).

Foi o próprio Senhor que deu a moção de vestes novas para este Processo Formativo. São vestes novas para este tempo de retomada que estamos vivendo. No texto de Lucas 15, o filho pede ao pai sua herança; vai embora da casa do pai; esbanja toda a riqueza, e volta. O pai o acolhe com alegria e diz aos seus servos: “Trazei-me depressa a melhor veste e vesti-o” (Lc 15,22).

Irmão, irmã, é tempo de voltar. De onde você precisa voltar? O que tem retardado o seu retorno? Apresse-se! O Senhor o (a) espera! Renunciai à vida passada, despojai-vos do homem velho, corrompido pelas concupiscências enganadoras. Renovai sem cessar o sentimento da vossa alma, e revesti-vos do homem novo, criado à imagem de Deus, em verdadeira justiça e santidade. (Ef 4,22s). É tempo de voltar para o Senhor e para aquilo que Ele inspirou ao nosso Movimento. E a inspiração do Senhor para nós agora é esse Processo Formativo com vestes novas. Por certo, o Senhor quer colocar em nós não uma veste qualquer, mas a melhor veste. Retornemos ao Senhor com toda pressa! Corramos, intercessores, ao encontro das bênçãos que o Senhor dos Exércitos preparou para nós!

“O Senhor dos exércitos preparou para todos os povos, nesse monte, um banquete de carnes gordas, um festim de vinhos velhos, de carnes gordas e medulosas, de vinhos velhos purificados”. (Is 25,6).

 

Eloisa Elena Noé
Grupo de Oração Santíssima Trindade
Paróquia Divino Espírito Santo/Ubá-MG

 

 INTENÇÕES PERMANENTES

1. Pela Santa Igreja, pelo Santo Padre, o Papa Francisco, pelos Bispos, pelos Sacerdotes, Diáconos, Religiosos (as) e pelos Seminaristas;

2. Por todas as vocações, para que o chamado de Deus seja assumido com amor e fidelidade;

3. Pelos membros do Serviço Internacional para a Renovação Carismática Católica – CHARIS;

4. Pelos membros do Serviço Nacional de Comunhão do CHARIS;

5. Pelo Presidente do Conselho Nacional, Vinícius Simões e sua família, e todos os membros do Conselho Nacional;

6. Pelas reuniões dos Conselhos Estaduais e Diocesanos;

7. Por todos os Grupos de Oração do Brasil;

8. Por todos os Ministérios da RCC em nível nacional, estadual, diocesano e de Grupo de Oração;

9. Pelas necessidades espirituais e financeiras dos escritórios diocesanos, estaduais e nacional da RCC;

10. Pela construção da Sede Nacional da RCC do Brasil e pelos seus colaboradores;

11. Pelos eventos de evangelização da RCC no Brasil;

12. Pela situação política, econômica e moral em nosso País;

13. Para que cesse a violência no Brasil e no mundo;

14. Pela libertação e paz do povo Venezuelano;

14. Pela erradicação dos vírus causadores da Covid, Febre Amarela, Dengue, Zika e Chikungunya.
 

INTENÇÕES DO MÊS

- Oremos para que cesse a guerra entre a Rússia e a Ucrânia;

 - Pelo Congresso Nacional da RCCBRASIL e pelo Encontro Nacional de Jovens (ENJ), de 21 a 24 de julho, Aparecida (SP);

- Pelo Retiro Nacional para Religiosas e Consagradas Celibatárias, de 22 a 26 de agosto em São Paulo.

 


Leia mais sobre Rede Nacional de Intercessão