Catequese: O chamado ao apostolado

A paixão pela evangelização é uma dimensão vital da Igreja: sem zelo apostólico, a fé definha e morre. A missão é o oxigénio da vida cristã. A partir de hoje gostaria de vos falar do zelo apostólico, procurando conhecer melhor e assumir esta paixão evangelizadora. E começo pela chamada do “publicano” Mateus para seguir Jesus. Ele cobrava os impostos para Roma – a potência estrangeira ocupante da nação – e, por isso, era mal visto por todos. Pior ainda, não o podiam ver… Mas Jesus é diferente de todos: vê Mateus sentado no banco de cobrança e aproxima-se dele, porque todo o homem é amado por Deus. Este olhar que vê o outro como destinatário do amor, é o início da paixão evangelizadora. O segundo passo que Jesus fez foi arrancá-lo do banco, onde esperava que a gente lhe fosse entregar o imposto devido; diz-lhe Jesus: “segue-Me”. Ele “levantou-se e seguiu-O”. É fundamental que nós, discípulos de Jesus, não fiquemos sentados à espera que as pessoas venham, mas temos de nos levantar, procurar os outros, caminhar com os outros. O terceiro passo é a meta. Poderia pensar na saída para novos horizontes, novas experiências, novos encontros. Mas não! Ao menos por agora… A primeira coisa que Jesus faz, é ir a casa de Mateus, onde ele Lhe prepara um grande banquete. Mateus volta ao seu ambiente, mas regressa mudado e com Jesus. O seu zelo apostólico não começa num lugar novo, puro, ideal, mas lá mesmo onde vive, com as pessoas que conhece. E não começa procurando convencer os outros, mas testemunhando dia-a-dia a beleza do Amor que pousara o seu olhar sobre ele e o fez levantar-se.

 

Clique aqui e leia a catequese na íntegra.


---------

Fonte: Vaticano

 


Leia mais sobre Artigos