“Coragem! Não temais, sou Eu”, diz Dom Gilson na missa de abertura do ENF 2019

alt

“‘Coragem! Não temais, sou Eu’, diz Jesus para os apóstolos e também para nós, Renovação Carismática Católica do Brasil”, afirma Dom Gilson Andrade da Silva, Bispo coadjutor de Nova Iguaçu (RJ). A Missa de Abertura do Encontro Nacional de Formação 2019 (ENF) aconteceu na Basílica de Nossa Senhora Aparecida e foi transmitida ao vivo pelas redes sociais da RCCBRASIL. A celebração foi concelebrada por Dom Edivalter Andrade, bispo de Floriano (PI), Dom Edmilson Caetano Amador, bispo de Guarulhos e diretor espiritual da RCC de São Paulo e, por Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo de Belém (Pará) e assessor eclesiásticoda RCCBRASIL.

Dom Gilson, em sua homilia, saudou os bispos presentes, sacerdotes, diáconos, seminaristas, religiosos e religiosas, conselheiros estaduais e todo povo presente. “A casa da Mãe é sempre um local especial para a RCC, local de acolhida, por isso, é importante iniciar o ENF junto à Nossa Senhora Aparecida”, observa o bispo. Ele enfatiza que, “a experiência que marca o Pentecostes que a RCC experimentou é a experiência do amor de Deus, que única e inesgotável. O ponto de partida é o amor que recebemos de Deus”.

O celebrante ressalta ainda que, a grande vocação da RCC é a oração. “Sobretudo nestes tempos agitados em que vivemos, conforme aponta o Evangelho de hoje, devemos seguir o exemplo de Jesus, (ficar na Terra e orar). Nós devemos nestes dias não somente encher a cabeça, mas encher o coração, aprofundar-se na intimidade com Deus. Este encontro deve ser momento forte de oração”, exorta aos carismáticos.

Ele conclui a homilia recordando as palavras do Santo Padre, Papa Francisco, aos carismáticos no Jubileu de Ouro da RCC no mundo, no dia 4 de julho de 2017. “O Santo Padre, nos exortou a ter coragem de voltar ao essencial da experiência da RCC; ter a coragem de fugir de viver para uma instituição chamada RCC, mas sim viver para a Corrente de Graça; fazer 50 anos e ter a coragem de fazer uma revisão de vida. Repensar o caminho; a coragem de louvar com poder e, a coragem de ser na Igreja Renovação Carismática Católica!”.

Ao fim da celebração, Kátia Roldi Zavaris deu as boas vindas a todos, saudou os presentes e desejou “um feliz Ano Jubilar, família carismática do Brasil”.


Leia mais sobre ENF 2019