Pensamento de Santa Teresinha é direção da pregação de Patti Gallagher Mansfield

alt

Na manhã do sábado (12/01), Patti Gallagher Mansfield, uma das pioneiras da Renovação Carismática Católica (RCC) no mundo e pregadora do Encontro Nacional de Formação (ENF) voltou toda sua reflexão sobre os ensinamentos de Santa Teresinha do Menino Jesus, “amar Jesus como ele nunca foi amado”. O pensamento da santa ajudar a aprofundar na temática do encontro “O amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado (Rm 5,5)”.

Uma das expressões usadas nos escritos de Santa Teresinha é rejubilar e se alegrar na pequenez, assim como as crianças são admitidas no banquete celestial. A pregadora convidou todos os carismáticos a terem esse mesmo desejo, “é na fraqueza que eu sou forte”, ressaltou.

Patti contou uma história de duas crianças, sendo que uma fez a coisa certa e a outra cometeu um erro. Quando o pai chega em casa, a criança certa corre para longe com medo, enquanto a outra vai ao encontro do pai reconhecendo seu erro e pede perdão com desejo de não o cometer novamente. “Jesus não parou de te amar mesmo diante do seu maior pecado, e por tudo isso, devemos sempre estar prontos para nos arrepender”, aconselhou. Comparou a confissão a estar debaixo das cataratas da Foz do Iguaçu, banhado pelas águas que purificam e torna a vida limpa de todos os pecados. Partilha que antes do padre dar a absolvição dos pecados imagina estar ao lado de Cristo crucificado, onde jorrou sangue e água purificando todos.

Patti explica que Jesus crucificado é Aquele que se segue não por dever, mas, por amor e é preciso escolher tudo, as coisas boas e agradáveis, mas também as difíceis, os sofrimentos, incompreensões. E diz, citando Santa Teresinha “não importa a maneira como a cruz se apresenta a nós. Eu quero ser santo, eu escolho tudo!”.  Reforçou, “a mensagem de Santa Teresinha para RCC é essa: no meio das rosas está Jesus Crucificado, fique perto dele”.

Segundo a pregadora Santa Teresinha é a santa das almas e nesse jubileu muitas pessoas se encontram inquietas em sua vocação, porque querem fazer algo a mais para completar sua vocação. Nesse tempo de celebração a RCC precisa estar atenta a vocação ao amor, amar Jesus como Ele amava, amar todas as pessoas, amar ao mundo.

Para Patti “na RCC o Senhor nos deu o poder do batismo no Espírito Santo, não só para nossa alegria e satisfação, mas para a salvação do mundo. O poder do Espírito Santo de nos tornar santos e nos impulsionar para evangelizar”, essa é uma missão da RCC afirmou ela.

Concluindo, citou novamente Santa Teresinha “ela teve audácia para pedir a todos os seus amigos do céu uma porção dobrada do Espírito Santo. Que neste ano de 2019, Jesus atenda a nossa oração porque nós pedimos com confiança, somos a sua ‘noiva’, e nós pedimos pela intercessão da grande doutora da Igreja”.


Leia mais sobre ENF 2019