RCC de Santa Catarina realiza Retiro Estadual para Coordenadores de Grupo de Oração

alt

Nos dias 23 e 24 de março, a cidade de Lages acolheu o Retiro Estadual para Coordenadores de Grupo de Oração de Santa Catarina, foi um final de semana de intensa oração e formação para todos os coordenadores da Renovação Carismática Católica do Estado. Cerca de 500 participantes tiveram a chama de seu Ministério acendida com a graça do Espírito Santo. O principal intuito do evento foi reafirmar a unção e a autoridade dadas por Deus aos coordenadores, que por sua vez têm a missão de colocá-las em prol do povo.

O encontro contou com a pregação de Leandro Rabello, coordenador da Escola Nacional de Líderes e Missionários; Padre Pedro Paulo Alexandre, sacerdote exorcista da Arquidiocese de Florianópolis; e Luciana Neves, presidente do Conselho Estadual da RCC Santa Catarina. Os temas das pregações foram: Grupo de Oração a alma da Renovação; A autoridade espiritual e a santidade; Dimensões de serviço; Escuta e discernimento; e, por fim, Grupo de Oração em saída.

Cada momento do retiro teve algo de especial que conquistou o coração dos participantes. Nas pregações, algumas frases marcaram o retiro, como as de Leandro Rabello ao afirmar: “Grupo de Oração é uma bonita estratégia de Deus” e “Na Igreja só devemos olhar para Jesus, pois ele é o único que não irá nos decepcionar”. Padre Paulo falou sobre a busca pelo céu: “A santidade é o pano de fundo para aqueles que querem ter autoridade espiritual”. E Luciana Neves que explicou o dom do discernimento: “O Espírito de Deus é aquele que vem direcionar todas as coisas se nos abrimos a Ele”.

O encontro reuniu coordenadores de Grupos de Oração (GO), misto, jovem, universitário e estudantil. Altemar Teixeira Martins, de 63 anos, participa há 15 anos da RCC. Membro da Diocese de Blumenau, ele contou que iniciou sua caminhada em Grupo de Oração jovem, no Estado do Paraná. Ele disse que a RCC transformou sua vida pessoal e profissional. “Eu me tornei um homem mais paciente e atencioso com a família e os irmãos em Cristo”, citou Altemar.

Já Clara Guesser, de 20 anos, que participa desde a adolescência de Grupo de Oração Jovem, faz parte da Arquidiocese de Florianópolis e coordena o GO Jovens Adoradores, da Forania de Itajaí. Segundo ela, através do retiro seus conhecimentos foram aprofundados sobre a dinâmica do GO e a importância que o mesmo tem dentro da RCC. “Neste retiro, pude ter uma experiência íntima com Deus e sentir qual a missão que Ele tem para mim e para nosso Grupo de Oração”, diz Clara.

A RCC está presente não só nas paróquias e igrejas, mas também nas escolas e universidades. Maria Clara Berkenbrock é um jovem de 16 anos que coordena o Grupo de Oração Estudantil (GOE) Sedentos, no Colégio CEDUP, na Diocese de Criciúma. “No âmbito escolar eu sempre costumo dizer que as pessoas não estão acostumadas a falar de Jesus, ver outras pessoas rezando e cantando no meio de um pátio. E esta é a nossa missão: fazer Jesus ser conhecido, independente dos desafios que virão, e nós assumimos isso com muito amor”, ressaltou.

Luciana Neves, presidente do Conselho Estadual descreveu a edição deste ano como um poderoso  mover de Deus para a RCC de Santa Catarina. Os momentos de formação, fraternidade e celebração do ano jubilar dos 50 anos de RCC no Brasil, marcaram de forma profunda a vida de todos os presentes. “Tivemos uma linda representação da maioria dos nossos Grupos de Oração e todos puderam experimentar o amor de Deus que foi derramado pelo Espírito Santo que já nos foi dado (cf. Rm 5,5), alcançando todas as fronteiras de nosso estado. Ao Senhor, toda a honra e todo o louvor”, afirmou Luciana.

Segundo Ana Carla, presidente do Conselho Diocesano de Lages, para organizar um evento desse porte foi preciso ter confiança em Deus. Ao olhar para a realidade da cidade não haveria condições de acolher o evento de tamanha proporção. "Quando cuidamos das coisas de Deus, Ele cuida das nossas, e realmente foi isso que aconteceu. Deus foi maravilhoso e preparou cada detalhe, e o que nos manteve de pé foi o amor”, explica Ana. O papel da Diocese de Lages foi acolher o encontro com amor e pôr a serviço dos irmãos.

O Grupo de Oração (GO) é um tesouro de Deus dentro do movimento. Fazer um encontro como esse reaviva a força de um vigor novo para levar o povo ao encontro com o mestre. Os coordenadores precisam ser o rosto de Deus para os irmãos. Não querer ser o melhor e, assim, se colocar a serviço do Pai. É preciso ofertar a própria vida para que outras pessoas tenham um encontro pessoal com Jesus. Desta forma, novas histórias serão transformadas pela ação do Espírito Santo. Que, assim como o tema deste retiro, tenhamos em nossos corações a certeza de que Grupo de Oração é lugar de santidade.

Fonte: Ministério de Comunicação da RCC Santa Catarina


Leia mais sobre Eventos Estaduais