Comunicadores refletem sobre Evangelização no ambiente digital em evento da CNBB

altCerca de 900 pessoas de vários estados brasileiros se reuniram em Aparecida/SP para participar do 4º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação e 2º Seminário Nacional de Jovens Comunicadores. Os eventos aconteceram de forma simultânea entre os dias 24 e 27 de julho, no Centro de Eventos do Santuário Nacional de Aparecida. Entre os congressistas, estavam agentes da Pascom (Pastoral da Comunicação), profissionais que atuam na comunicação das paróquias e dioceses, além de vários membros da RCC, ligados ao Ministério de Comunicação Social. e funcionários do Escritório Nacional da RCCBRASIL.

O encontro foi organizado pelas Comissões Episcopais para a Comunicação e Juventude da CNBB. Foram quatro dias de uma programação intensa que contou com palestras, oficinas, grupos de discussão, debates e também momentos que enfatizaram a espiritualidade do comunicador.

O tema que direcionou todos os trabalhos foi: “Comunicação, desafios e possibilidades para evangelizar na era da cultura digital”. O consultor do Pontifício Conselho para as Comunicações e diretor da revista Civiltà Cattolica, padre Antônio Spadaro, foi um dos palestrantes oficiais e dividiu seus conhecimentos na área da ciberteologia, sobre a qual tem vários livros publicados.

Padre Spadaro levou os participantes a refletirem como deve ser o apostolado hoje no campo digital, tendo em vista que este “não se trata de uma rede de fios, mas de pessoas”, na qual se comunica vida, experiências, inclusive experiências de fé. “Se a nossa vida é pobre de vida, nossa comunicação será”, salientou o italiano.

Segundo o padre, para que este apostolado aconteça, o ambiente digital precisa ser encarado como um lugar de encontro de homens e mulheres, cujas aspirações e desafios não são virtuais, mas reais e com necessidade de uma reposta concreta.

Além de padre Spadaro, o evento contou com a presença de vários bispos referenciais e diversos palestrantes que trouxeram partilhas sobre evangelização e espiritualidade na web, mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Comunicações, mudanças socioculturais provocadas pelas novas tecnologias, missão dentro da cultural digital, além da apresentação do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil.

Diretório de Comunicação

Na manhã do sábado (26), o jornalista e escritor Moíses Sbardelotto apresentou o Diretório de Comunicação aos participantes do encontro. O documento foi lançado recentemente pela CNBB e tem objetivo de dar direcionamento para os leigos que atuam na comunicação da Igreja. A ideia é motivá-los a aprofundar os conhecimentos sobre a importância da comunicação para a vida da comunidade eclesial nos processos de evangelização e diálogo com a sociedade.

O documento é bastante amplo e soma 10 capítulos, distribuídos em 270 artigos e 189 páginas. São conteúdos sobre a comunicação e a Igreja em um mundo de mudanças, teologia da comunicação, vivência da fé, ética, protagonismo dos leigos, mídias, políticas de comunicação, atuação da Pascom, entre outros.

Segundo Moíses, o Diretório não pretende encerrar uma etapa, já que toda essa experiência de comunicação é um constante processo que não terá fim, ou seja, continuará sendo desenvolvido e adequado a cada realidade. A Igreja no Brasil já vem há algum tempo realizando um esforço de reflexão sobre a ação evangelizadora como prática de comunicação. Testemunhos disso são a vivência e exercício da comunicação na vida das comunidades e pastorais.  Ações estas que deverão tomar um norte a partir do estudo em unidade deste importante documento oferecido pela Igreja.


Leia mais sobre Especial