Workshop do Ministério para Crianças e Adolescentes e do Ministério para Famílias

alt

O workshop iniciou com um momento de acolhida, realizado pelo Ministério para Famílias (MPF), promovendo a integração dos ministérios. A primeira pregação foi ministrada pela coordenadora nacional do Ministério para Crianças e Adolescentes (MCA), Anabelly Lopes, que convidou a todos a louvarem pelos 50 anos de graças vividas e a receber o impulso extraordinário do Espírito Santo para os próximos, 50, 100, 200, 1000 anos. E recordou nesse momento a fala do Papa Francisco no Jubileu de Ouro da Renovação Carismática Católica em Roma. Na ocasião, o Papa convidou os carismáticos a deixarem para trás a poeira do tempo, agradecer pelo que foi recebido e enfrentar o novo com confiança na ação do Espírito. Sabiamente, motivou todos a mergulharem no amor de Deus em todas as dimensões, principalmente no servir, e a colocar o amor em tudo o que for feito. Para tal, Anabelly relembrou as palavras de Santa Teresinha do Menino Jesus: “meu Deus, escolho tudo! Não quero ser santa pela metade”. Ela encerrou com um momento de oração no qual os Ministérios se uniram e oraram um pelo outro como família carismática. Na segunda Pregação, o casal Sandra e Valdo Landim, coordenadores nacionais do Ministério para Famílias, pregaram com o tema “aquele que pratica a verdade vem para a luz e suas obras são feitas para Deus”. Com o texto bíblico de Romanos 12, 9-13, falaram da importância de viver a verdade, exercitar a escuta profética, a obediência à vontade de Deus. Primando pelo zelo no servir a Deus e ao próximo, discorreram ainda sobre o manual de consagração do lar e da importância da oração do terço mariano para tal consagração. Patti Gallagher Mansfield, uma das pregadoras do workshop, reforçou a necessidade da família rezar unida e ir para a Santa Missa. Levou todos a repetirem várias vezes Just do it (Apenas faça), de forma simples e bem pontual: apenas faça (Just do It). No período da tarde, unindo a fé com a razão, o casal Fábio e Viviane Cunha (que é psicóloga e trouxe a realidade do seu consultório), do estado de Goiás, abordaram na 4ª Pregação a relação pais e filhos, valorizando três pontos imprescindíveis para essa relação: referência, autoridade e obediência. Logo após a pregação, foi conduzido um momento profundo de cura interior, ministrado por Julianne Leiros, coordenadora estadual da Renovação Carismática (RCC) na Paraíba e Enelyram Roberta, coordenadora da arquidiocese da Paraíba. Nesse momento, muitos corações foram tocados e preparados para o amor, as pessoas se uniram para orarem com os que fazem parte do mesmo Grupo de Oração, diocese e estado. A última pregação, feita por Padre Antônio José, do Rio de Janeiro. Com a sabedoria adquirida ao longo dos seus 20 anos de vida sacerdotal, orientou a todos a irem para os pés de Jesus, assim como o fez aquela mulher de Cananéia, que foi para pedir a cura para sua filha, sendo que a primeira cura era para sua própria vida. A missão de cada um é levar todos para os pés dAquele que cura e salva. Padre Antônio José destacou que é importante, diante das situações que chegam no cotidiano, não cair na cilada da agitação e dar opiniões ou direcionamentos no impulso.  É importante se acalmar e ser ponte para que as pessoas cheguem até Jesus, lá sim elas encontrarão o que verdadeiramente precisam. “Nossa tarefa não é encher os eventos de pessoas, é encher o céu de almas!” reforçou padre Antônio.

Além das pregações, foram realizadas apresentações do Ministério para Crianças e Adolescentes por regiões. Trabalhando o tema do ano, foram encenações e interpretações que permitiram entender a dinâmica da evangelização infantil. O Ministério para as Famílias apresentou oficialmente o manual de consagração dos lares, principal instrumento a ser usado pelo Ministério em nível nacional. O dia foi encerrado com brilhante momento de Comunhão Fraterna, oportunidade na qual os coordenadores Estaduais de cada Ministério puderam se reunir com os servos de seu estado e diocese que estavam na tenda para um momento de partilha e integração.


Leia mais sobre ENF 2019