Retiro de Afetividade e Sexualidade é realizado com jovens do Marajó

altNos dias 14 e 15 de junho, jovens da RCC Marajó puderam vivenciar uma experiência marcante com Jesus por meio do Primeiro Retiro de Afetividade e Sexualidade que aconteceu na cidade de Breves/PA e contou com a presença dos Missionários da Casa da Missão Marajó Breves e com o presidente do Conselho da RCC Marajó, Salomão Ronaldo.

“O retiro de afetividade e sexualidade foi umas das experiências mais íntimas e lindas que eu tive com Deus, porque eu sou apaixonada por Ele, porque ninguém me amou tanto assim como Ele me ama e ninguém cuida de mim como Ele cuida tão bem de mim. Eu agradeço muito a esse amor que é tão grande e maravilhoso!” Estas são palavras de uma das participantes do retiro, Mariana Vasconcelos, da cidade de Breves.

De acordo com o presidente do Conselho da RCC Marajó, o retiro teve momentos marcantes registrados para os encontristas: “O Encontro foi maravilhoso, tivemos 56 inscrições somente de servos que atuam na RCC local. Em todo o encontro também ficou forte uma canção, “Eu vou Além” de Flávio Amorim, que é interpretada por Carol Caldas do Mato Grosso: "Nunca alguém me amou tanto assim, nem cuidou tão bem de mim..."  Os nossos jovens redescobriram o porquê de serem criados por Deus, fomos criados para o AMOR!”.

altAlém do Amor de Deus, outros temas puderam ser refletidos pelos participantes, como as seguintes pregações: “Prefiro cair sem culpa alguma em vossas mãos, do que pecar contra o Senhor”; “Amor e enamorar - se”, ambas com Salomão; “Namoro Santo” com o missionário Johnatan Pereira e “Libertos do pecado, servos de Deus!”, com o missionário Jacson Bandeira.

A Prelazia do Marajó vai realizar, ainda este ano em outras quatro cidades, o retiro de Afetividade e Sexualidade: Bagre, Portel, Melgaço e Anajás. “Breves teve a graça de ser a primeiro a sediar um encontro assim entre os servos do Movimento, foi um retiro fechado, que contou com a participação dos missionários daqui de casa. A RCC do Marajó tem estado atenta à realidade de nosso povo, e tem tentado contribuir para a eficácia da formação de nossos marajoaras em todos os sentidos!”, ressalta Salomão.

Sobre os frutos do encontro, ele percebe com as próprias ações dos jovens: “Creio que os jovens decidiram-se por mudar seus costumes e entenderam o porquê de terem sido criados em todos os aspectos da sexualidade. Os frutos foram as confissões e a procura de acompanhamento espiritual com os padres e missionários. Agora, é a espera pela mudança de comportamento”.

Veja mais fotos e testemunhos do retiro que tocou o coração de tantos jovens do Marajó por meio deste link.


Leia mais sobre Eventos Diocesanos