Congresso reacendeu a chama missionária de católicos carismáticos em Tramandaí RS

altReafirmar a identidade de filhos amados de Deus e promover o Batismo no Espírito Santo por meio de orações, pregações, música e teatro. Desta forma, ocorreu o Congresso Estadual da Renovação Carismática Católica do Rio Grande do Sul, entre os dias 23 a 25 de outubro, com a presença de carismáticos das dioceses do Estado, que se reuniram em Tramandaí. 

Dando início ao Congresso, o coordenador da RCC RS, Paulo Mecabô, conduziu um momento de oração, seguido de uma procissão com os padroeiros de cada diocese. Logo depois, a presidente do Conselho Nacional da RCCBRASIL, Katia Roldi Zavaris, iniciou sua pregação, que tratou sobre o tema: “Filhos amados do Pai”, motivando todos a reafirmarem sua identidade de filhos e filhas do Senhor. De acordo com Katia, “ser filho de Deus é uma das dimensões cristãs mais importantes e devemos nos apropriar e nos aproximar, cada vez mais, desta dimensão”.

Como forma de nos apropriarmos ainda mais de nossa identidade, Katia recordou que os 50 anos da Renovação Carismática Católica marcarão um novo tempo de evangelização para o movimento. Como forma de preparação para o Jubileu de Ouro da RCC, Katia traz uma mensagem de Deus para todos os corações: “O Senhor espera almas verdadeiramente entregues a Ele e conduzidas pelo Seu Espírito Santo, tendo Jesus Cristo como seu único e verdadeiro Senhor”.

Também esteve presente no Congresso Estadual a coordenadora da Comissão Nacional de Formação da RCC, Marizete Nascimento, que abordou temas sobre a Salvação de Cristo e frisou: “Quando você aceita a Salvação, Deus tira da sua vida as consequências do pecado, porque a consequência do pecado é a morte”. No segundo dia, Marizete complementou sua pregação, ressaltando que, para buscarmos a Salvação, “precisamos viver a radicalidade do Evangelho”, ou seja, continua Marizete, “precisamos exigir da nossa carne, que ela seja dominada pelo Espírito Santo.”

No final do encontro, cada participante ganhou uma vela em formato de coração. Todos foram convidados a acendê-la para que se pudesse realizar um momento de unidade entre todas as dioceses do Rio Grande do Sul. Segundo Paulo Mecabô, o homem só se completa se for comunidade e que “viver em comunidade só é possível se tivermos um pensamento único”. Além da importância de viver a unidade, destacada por Paulo, a presidente do Conselho Nacional ressaltou também a importância de vivermos autenticamente o Evangelho de Cristo, para que assim seja possível levar a Palavra de Deus a mais pessoas. “Que o mundo reconheça através do nosso testemunho de vida que Jesus Cristo é o Senhor”, finalizou Katia.

FONTE:Ministério de Comunicação Social RS


Leia mais sobre Eventos Estaduais