Congresso Estadual 2015 leva carismáticos à essência

altNo último final de semana, dias 14 e 15 de novembro, cerca de 3 mil membros da Renovação Carismática Católica se reuniram em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, no Rincão do Senhor, para a edição 2015 do Congresso estadual da RCCRJ. Eles fazem parte dos quase mil grupos de oração do Estado do Rio de Janeiro, espalhados pelas 10 dioceses fluminenses, e foram em busca de uma experiência concreta e renovadora do batismo no Espírito Santo. Durante os dois dias, ouviram atentamente à Palavra de Deus, participaram da Santa Missa, adoraram Jesus no Santíssimo Sacramento e saíram de lá prontos para guardar, resgatar e propagar a identidade do movimento que transformou as suas vidas.

O Congresso Estadual foi inspiração para que muitos servos de Deus voltassem à essência. Ao tocar em temas como “filiação divina” e “salvação em Jesus”, os pregadores Leandro Rabello, coordenador estadual do Ministério de Pregação e Beatriz Vargas, coordenadora nacional deste mesmo Ministério, levaram aos participantes a realidade mais importante da vida de cada cristão: “Somos filhos de Deus e fomos salvos por seu filho”. “O Batismo nos reveste de uma identidade. Nós podemos dizer que pela graça do batismo nós nos tornamos filhos de Deus. Às vezes nos apegamos a falsos sensos de identidade. Nós não somos o que nós fazemos, temos a identidade de filhos de Deus, e esta ninguém pode nos tirar”, revelou Rabello durante a pregação.

Beatriz Vargas trouxe outra realidade belíssima e importante: fomos salvos por Jesus Cristo.  “É preciso hoje confessarmos com a boca aquilo que nosso coração já crê. Não existe servo de Deus sem esta certeza gravada no coração”, exortou. As duas pregações aconteceram no sábado (14), pela manhã.  Logo depois, aconteceu a Santa Missa, celebrada pelo Cardeal Dom OraniJoão Tempesta, arcebispo da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Em sua homilia, ao citar o Evangelho de São Lucas, capítulo 18, versículos de 1 a 8, o Cardeal alertou acerca das diversas ideologias que atacam à família e também afastam os cristãos da fé. “A nossa sociedade está sendo cada vez mais doutrinada a sair da presença de Deus. Espero que neste dia cada membro de grupo de oração faça a sua experiência com o Senhor, e que seja capaz de ser missionários de Cristo, que anunciam à salvação”, disse.

Outra realidade transformadora revelada durante o Congresso foi o arrependimento. É impossível voltar à essência sem se arrepender. Foi isso que disse o Pe. Antônio José, assessor Eclesiástico da RCC na Arquidiocese do RJ. O sacerdote iniciou afirmando que o ato de se arrepender é parte de todo recomeço. “Sempre que Deus quer começar ou terminar algo, Ele nos faz experimentar o arrependimento”, disse. Logo após a pregação, o padre conduziu um profundo e revigorante momento de adoração ao Santíssimo Sacramento, que encerrou o dia de sábado (14).

 

Domingo para resgatar, guardar e propagar a identidade da RCCalt

Se a essência de todo cristão é a filiação divina, recebida no batismo; a essência de todo carismático é uma verdadeira e coerente vida no Espírito Santo de Deus. Foi isso que pregou Vinícius Simões, presidente do Conselho Estadual da RRC, na primeira pregação do domingo (15). Após conduzir um momento profundo de louvor, batismo no Espírito Santo e escuta profética, Vinícius iniciou sua pregação sobre o tema do evento: “Se vivemos pelo Espírito, andemos de acordo com o Espírito” (Gal 5,25)

“Não importa se às vezes caímos, o importante é lutar sempre. Esta é a coerência que o mundo precisa ver nos filhos de Deus”, proclamou Vinícius durante a pregação. Ele também exortou sobre a necessidade de grupos de oração cada vez mais coerentes com a identidade da RCC. “Nossos grupos de oração são os novos Cenáculos do Espírito, locais privilegiados para a ação da graça de Deus. Mas há grupos que têm esfriado, que já não proporcionam uma experiência autêntica de Pentecostes. É tempo de resgatar, guardar e propagar nossa identidade”, concluiu o coordenador.

A última pregação do dia e do Congresso foi feita por Kátia Roldi Zavaris, presidente do Conselho Nacional da RCCBRASIL, que pregou sobre a vida em comunidade.  “Viver em comunidade é uma necessidade vital para todo cristão, não é questão de escolha. Grupo de oração é lugar de misericórdia e todos temos direito à misericórdia de Deus”, concluiu.

Para finalizar a edição 2015 do Congresso Estadual, o assessor eclesiástico do Conselho da RCCRJ, Pe. André Rodrigues, celebrou a Missa de encerramento. Além da liturgia própria da celebração eucarística, o sacerdote levou todo o povo de Deus a um grande momento de oração pelas necessidades da Igreja e do mundo. “Deus se ocupará em esvaziar o mundo das coisas do mal e nós temos que nos preocupar em propagar o Evangelho. Enquanto louvamos a Deus, Ele combate o mal”, exclamou o padre.

 

altPresenças importantes

O evento contou com mais uma edição do Congressinho, responsável pela evangelização das crianças enquanto os pais participavam. Os momentos de animação e espiritualidade foram ministrados pelo Ministério Adoração, da Diocese de Campos – Regional Noroeste do estado. Passaram ainda pelo encontro o coordenador nacional do Ministério de Fé e Política, Sérgio Zavaris; o deputado estadual Márcio Pacheco, a cantora Aline Brasil e todo o Conselho Estadual da RCC do Rio de Janeiro.

O Congresso contou ainda com a presença de pastores evangélicos e membros e fundadores de Novas Comunidades. Os pastores Eurico Nunes e João Pereira, da Comunidade Monte Sião – da Igreja da Palavra Viva, elogiaram à realização do Congresso. “Estamos pelo segundo ano consecutivo em um encontro grande da RCC. Ano passado viemos no Cenáculo de Pentecostes, aqui mesmo neste Rincão. É muito bom ver o que Deus faz neste povo de coração aberto. Por isso viemos aqui para celebrar a unidade. A unidade é possível”, declarou o pastor João Pereira.

FONTE: Ministério de Comunicação Social RCCRJ

 


Leia mais sobre Eventos Estaduais