Vós sereis batizados no Espírito Santo

alt

Vós sereis batizados no Espírito Santo daqui há poucos dias.(At 1,5b)

 

Diante da situação dramática que temos vivenciado como humanidade – morte de tantos entes queridos, sofrimento visível e palpável nos hospitais, crises social e econômica agudas, divisões de toda ordem, etc. –, muitos de nós temos sido atingidos por tristezas profundas, por uma espécie de desânimo paralisante, por uma forte crise de fé, por um insistente abatimento espiritual, por uma falta de vigor missionário sem precedentes. Neste cenário, não raro nos perguntam: como podemos resistir e superar essa situação tão turbulenta?

Em 2013 o ICCRS (então Serviços Internacionais para a RCC) promoveu um Encontro em preparação ao Jubileu de Ouro da Renovação Carismática Católica, o qual denominou “Consulta Profética Internacional”. Neste Encontro o Senhor nos falou em Profecia: “o mundo passará por uma grande escuridão e somente aqueles que estiverem cheios do meu Espírito é que contemplarão a glória da minha Igreja.”

A Sagrada Escritura nos ensina – através do Profeta Joel (Jl 3,1-3) – que é desejo do Pai derramar o Espírito Santo sobre toda a raça humana e que somente homens e mulheres cheios dos Espírito Santo são capazes de ter visão, de sonhar, de profetizar, ou seja, de corresponderem à dignidade de filhos e filhas de Deus.

Por isso, o próprio Jesus, na iminência de ascender aos céus retornando para o Pai, deu uma ordem clara aos discípulos, seguida de uma Promessa: “não vos afasteis de Jerusalém (do centro da fé, da comunidade, da oração e da adoração), mas aguardai aí o cumprimento da promessa do Pai, porque João batizou em água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo daqui há poucos dias.” (At 1,4-5).

Portanto, fica claro para nós que a resposta à pergunta que muitos nos tem feito é esta: os homens e mulheres, crianças, jovens e anciãos, necessitam ser batizados no Espírito Santo! É urgente! Sabemos que o termo “batizar” significa mergulhar. Importante entender que se trata de mergulhar para preencher profundamente, para impregnar, para impactar com o poder do Espírito Santo. Significa, portanto, nos impregnar e preencher todas as áreas do nosso interior com o Espírito Santo, que é o Amor do Pai e do Filho, trazendo-nos a consciência de Sua presença em nós e implicando-nos nas consequências maravilhosas desta presença e ação.

A solução para esta e para todas as crises é homens e mulheres cheios, transbordantes do Espírito Santo! Batismo no Espírito Santo é a experiência impactante de preenchimento profundo do amor que flui eternamente entre o Pai e o Filho, que nos ensina a amar e a adorar a Deus de um modo novo, um preenchimento de amor que nos dá um novo sentido de vida, que abre diante de nós uma nova perspectiva, amplia a nossa visão, desvia o nosso olhar do mundo e nos faz olhar para o céu. É o Espírito Santo nos envolvendo com sua sombra, gerando Jesus de uma maneira nova em nossos corações, em nossa vida. Aí verdadeiramente Jesus passa a ser o Senhor Absoluto!

Como costuma testemunhar David Mangan – o 1º jovem a ser batizado no Espírito Santo no Retiro de Duquesne –, o batismo no Espírito Santo é como uma dinamite que implode o nosso interior e nos preenche totalmente do Amor de Deus, isto é, é uma experiência profundamente impactante da graça de Pentecostes que abala as nossas estruturas – não em nosso desfavor – e faz novas todas as coisas dentro de nós, comprometendo-nos firmemente com a santidade, a alta medida da vida cristã.

Nesse sentido, convém acentuar que o batismo no Espírito Santo não é uma espécie de Ente ou uma experiência estática a ser cultuada em si mesmo ou algo a simplesmente se fazer apologia através de pregações, etc.; ao contrário, é uma experiência que deve perpassar todas as áreas da vida humana, garantindo a medida alta da vida cristã, isto é, a vida no Espírito ou segundo o Espírito. Não podemos cair no risco de fundamentar e simplesmente falar muito sobre o batismo no Espírito Santo e não vivê-lo em suas diversas nuances, já que é uma fonte inesgotável. Importante asseverar que o batismo no Espírito Santo é experiência que perpassa a vida, a existência do homem. Até onde temos deixado que o Espírito Santo opere em nós? O batismo no Espírito Santo é experiência pela qual o próprio Espírito opera em nós a Salvação que nos foi dada por Jesus, lapidando-nos e preparando-nos para o céu.

 Nesse sentido, queiramos e peçamos mais e mais do Espírito Santo. Peçamos um novo derramamento do Espírito Santo sobre todos nós, sobre toda a humanidade. Jesus é Aquele que batiza no Espírito Santo e quer batizar-nos no Espírito, sem exceção. Este é o Seu desejo.

Unamo-nos, pois, à oração de dois pioneiros mundiais da RCC feita durante o Retiro que ficou mundialmente conhecido como “Fim de Semana de Duquesne”. David Mangan rezou: “Senhor, eu estou desesperadamente necessitado de Ti!” e Patti Mansfield elevou ao Senhor a seguinte oração: “Senhor, se o Teu Espírito pode fazer mais em mim, eu quero!” Unamo-nos à oração da Igreja: “Vinde, Espírito Criador!”

Que nossa querida Mãe e Rainha, a Senhora de Pentecostes, interceda por nós para que recebamos mais e mais do Espírito Santo!

Veni Sancte Spiritus!

 

Vinicius Rodrigues Simões

Presidente do Conselho Nacional da RCCBRASIL

G.O Jesus Senhor

 


Leia mais sobre Carta aos carismáticos