Em que fase do Projeto Eu Amo a RCC nós estamos?

 

O Projeto Eu Amo a RCC é uma fonte de bênçãos para as ações missionárias. Nasceu para dar suporte financeiro a todas as obras de evangelização nacionais do nosso Movimento, pois “a messe é grande”.

Mas com o tempo o Senhor foi revelando novas perspectivas. Lançado durante o ENF 2009, hoje o projeto já está em sua terceira fase. Em entrevista com o diretor executivo da Renovação Carismática Católica do Brasil, Márcio Zolin, partilha conosco o planejamento com o "Projeto Eu Amo a RCC”.

Portal: Márcio explique quais os passos que já foram dados para a realização do Projeto.
Márcio: Toda fundamentação bíblica do Projeto está em Isaías 45,1. Durante o Encontro Nacional de Formação para Coordenadores e Ministérios (ENF) 2009, o Senhor nos falou: “Eis o que diz o Senhor a Ciro, seu ungido, que ele levou pela mão para derrubar as nações diante dele, para desatar o cinto dos reis, para abrir-lhe as portas, a fim de que nenhuma lhe fique fechada.” Já no segundo versículo Ele diz que: “Irei eu mesmo diante de ti, aplainando as montanhas, arrebentando os batentes de bronze, arrancando os ferrolhos de ferro” e que Ele precisava de uma RCC, de uma liderança que acreditasse nisso. Disse que todo julgo que pesava sobre a Renovação que Ele estava quebrando, mas que Ele precisava de homens e mulheres que estivessem à frente com a visão, no foco, vivendo uma vida santa. O “Projeto eu Amo a RCC” dentro dessa primeira fase é isso, uma Renovação que deseja viver a santidade, que está sendo liberta e totalmente restaurada por Deus para caminhar. E nós colhemos muitos sinais desde o ENF. Muitas coisas aconteceram na vida da Renovação desde então. O que o Senhor prometeu Ele cumpriu. Muitas portas se abriram, mas é um processo. Viver e buscar a santidade não é fácil, dentro do chamado da nossa missão, viver tudo isso é desafiador.

Portal: Esse direcionamento continua o mesmo até hoje?
Márcio: No Congresso Nacional foi utilizada a mesma passagem, porém com outro foco. O Senhor veio confirmar o que aconteceu no ENF, mas Ele veio enfatizar que não era somente a parte financeira, mas que Ele queria nossas vidas, servindo na RCC. Que era preciso que assumíssemos a nossa identidade, que tivéssemos coragem de tomar posse da terra prometida e que não recuássemos nos projetos e nos sonhos que Ele tem. O Senhor espera uma Renovação capaz de honrar o sacrifício e a dor daqueles que são os precursores do Movimento, mas que também é capaz de se levantar e continuar caminhando nos sonhos de Deus; uma Renovação capaz de dar a vida por Jesus.

Portal: Em que fase do “Projeto Eu Amo a RCC” nós estamos? Agora, qual é esse tempo?
Márcio: O Projeto está claramente dividido em três fases, mas vale ressaltar que a terceira fase não anula nem a primeira e nem a segunda. A primeira fase: Deus abre os caminhos e as portas e nós nos mobilizamos, colaborando com a parte financeira. Na segunda fase: Deus pede que a gente deposite também nossas vidas e não mais somente a ajuda financeira. Nessa terceira fase: Deus está pedindo o nosso testemunho. A RCC está sendo chamada a dar um grande testemunho eclesial. Somos um povo que se une para partilhar, para dividir. Um povo que é capaz de dar a vida pelo Movimento e que não tem vergonha de dizer que é Renovação Carismática. Estamos sendo chamados a dar testemunho daquilo que estamos vivendo verdadeiramente.

Portal: Entretanto, muitas pessoas que assumiram a parte financeira no momento não estão conseguindo ser fiéis. Qual a mensagem que você deixa para esses irmãos?
Márcio: Algumas pessoas com imensa boa vontade pegaram o carnê, entretanto não estão conseguindo ser fiéis. Eu aconselho que elas reúnam um grupo de pessoas, que podem ser dez amigos, familiares, colegas de trabalho, vizinhos e que assim, com o pouco de cada um, mantenham o carnê quitado. Já que quando nossos irmãos assumiram o carnê, nós passamos a contar financeiramente com aquela doação.

Portal: Para que as pessoas compreendam melhor o projeto, exemplifique como está sendo aplicado este dinheiro.
Márcio: Conseguimos atingir em torno de 40% de nossa meta com o projeto, é um grande passo, mas creio que podemos avançar nos próximos anos, até 100%. Porque o maior tesouro da RCC é seu povo. Temos aplicado esses recursos em diferentes áreas. Nós avançamos na Missão Marajó: adquirimos nossa casa de missão, compramos a rádio e o retransmissor, o qual em breve será instalado e ampliamos o atendimento às crianças em Breves/PA; investimos na formação de nossas lideranças; inauguramos o cadastro dos grupos de oração de todo o país, através do Sistema de Apoio ao Grupo de Oração (SAGO); o Projeto Celebrando Pentecostes ampliou-se, percorrendo as dioceses do Brasil e propagando a devoção à Beata Elena Guerra; na área da comunicação temos um novo portal na internet, informativos semanais, revista, vídeos e programas de televisão; além de um lindo presente do Senhor: ganhamos um terreno e vamos começar em 2010 a construção de nossa Sede Nacional, onde teremos o nosso Centro Nacional de Formação. Poderíamos citar muito mais, porque as graças de Deus não se restringem ao que elencamos. 
 
Portal: Você gostaria de deixar uma mensagem a todos os leitores?
Márcio: Queremos agradecer, primeiramente ao Senhor, mas em especial a você que também contribui com tudo isso de alguma forma, seja orando, participando, doando-se e/ou colaborando financeiramente. Com esse projeto, nós também custeamos os eventos e mantemos o escritório administrativo.

Você já aderiu ao "Projeto Eu Amo a RCC"? Ou você que está conhecendo-o agora? Venha fazer parte deste grande esforço para que todos os trabalhos missionários da RCC sigam em frente. Para adquirir um carnê, entre em contato com o Escritório Nacional, pelo telefone (53) 3227-0710 ou pelo e-mail: euamoarcc@rccbrasil" _fcksavedurl="mailto:euamoarcc@rccbrasil">euamoarcc@rccbrasil>. org.br. Este projeto que é inspiração do Espírito Santo!

Essas doações sustentam as obras de missão e evangelização sob a responsabilidade da RCC em todo Brasil. Através do projeto vivemos a experiência da partilha, 20% do que for arrecadado vai para os Estados e outros 20% para um fundo de participação, ou seja, grande parte dos recursos também é destinada às obras de evangelização desenvolvidas nos estados brasileiros.

Você adquire um carnê, com doze boletos, no valor mínimo de R$100,00. O objetivo é assumir o pagamento por, pelo menos, um ano. Quem não tiver condições de pagar um carnê, pode organizar um grupo de irmãos. Hoje temos mais de 3600 Grupos de Oração cadastrados, é preciso que cada Grupo de Oração da RCC assuma ao menos um carnê. Cremos que quando o Senhor nos impulsiona a assumir o "Projeto EU AMO A RCC", também dará condições de sermos fiéis.


 


Leia mais sobre Escritório Nacional